Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > As diferenças de cuidados entre c es e gatos

pinterest



As diferenças de cuidados entre c es e gatos


5 diferenças de cuidados entre gatos e cachorros


 


Todo mundo sabe que cães e gatos têm comportamentos bem diferentes - mas será que você sabe quais são os cuidados que cada espécie exige?


 


Cães e gatos são os bichinhos de estimação mais comuns em todo o mundo. No Brasil, as duas espécies fazem muito sucesso: de acordo com uma pesquisa do IBGE, são mais de 52 milhões de cães e 22 milhões de gatos, o que faz do país o quarto com maior população de animais domésticos do mundo.


 


O prazer e o amor que um pet pode proporcionar a um lar são razões consideráveis para o Brasil estar nessa posição no ranking. Cada vez mais pessoas buscam um pet para fazer companhia, mas muita gente não sabe que cães e gatos precisam de alguns cuidados diferenciados.


 


Por isso, antes de adotar um desses bichinhos, que tal conferir quais são as principais diferenças na hora de cuidar dos caninos e dos felinos?


 


Higiene


Esta é uma das principais. Normalmente, os felinos fazem a higienização dos seus pelos diariamente ao se lamberem - é o famoso “banho de gato”! Por isso, alguns gatos tomam banho apenas com intervalo de meses para retirar pelos mortos.


 


Já os cachorros costumam tomar banhos com mais frequência. A recomendação geral é de que os peludos tomem banho uma vez por semana ou a cada 15 dias - isso pode variar de acordo com a pelagem do pet, assim como a orientação veterinária.


 


Apesar de as duas espécies serem bastante higiênicas, os gatos são mais autônomos. Ao ver uma caixa de areia, o gatinho a reconhecerá como o local de fazer suas necessidades. Já os cães precisam de mais atenção neste quesito: é preciso ensiná-los a fazer as necessidades em apenas um lugar para evitar o instinto de demarcar território pela casa inteira.


 


Lazer e passeios


Independemente de ser um cãozinho ou um gatinho, é importante que seu pet se mantenha ativo, feliz e entretido. Isso ajuda a evitar uma série de complicações como obesidade e ansiedade, além de reforçar os laços do bichinho com seu dono.


 


Cachorros gostam muito da interação com os humanos. Por isso, brincadeiras como jogar bolinha e cabo de guerra são sempre muito bem-vindas. Cães também adoram passear: é neste momento que eles podem liberar seus instintos e interagir com outros pets. A recomendação é que o cão passeie pelo menos duas vezes por dia.


 


Gatos também são bastante ativos e gostam de brincar. Um item barato e que é um dos favoritos dos felinos é a caixa de papelão: eles passam horas se divertindo! Bolinhas e arranhadores também são interessantes para esse pet.


 


Ao contrário do que muita gente imagina, também é possível passear com gatos. Mas, antes de tudo, é preciso fazer a adaptação do felino: deixe que ele se acostume à coleira peitoral e à guia e garanta que os passeios sejam curtos e em locais tranquilos. Se perceber que seu gatinho está com medo, não insista e retorne para sua casa.


 


Alimentação


Cachorros e gatos têm anatomias e necessidades diferentes e, por isso, a alimentação de cada espécie deve ser diferente também.


 


As rações de gatos são mais concentradas que as de cachorros pois eles possuem um intestino menor, que faz com que a digestão do alimento seja mais rápida. A quantidade de alimento dependerá do porte de cada animal e das recomendações veterinárias.


 


Apesar de serem carnívoros, cachorros podem sobreviver apenas com alimentos vegetais, caso seja necessário. Já os gatos são essencialmente carnívoros, ou seja, o consumo de proteína animal é fundamental para a alimentação dos felinos.


 


Além disso, cães são mais resistentes e podem ficar em jejum em intervalos maiores de tempo - não há problema em alimentar seu cãozinho na hora de acordar e depois de voltar do trabalho, por exemplo. Já o longo jejum pode desenvolver complicações no fígado dos gatinhos, podendo até mesmo ser fatal.


 


Saúde e vacinação


Na hora de adotar um pet, lembre-se que a saúde dele deve ser prioridade. Por isso, é importante se manter em dia com a vermifugação e com as vacinas. Sempre lembrando que apenas um veterinário deve aplicar as vacinas no seu pet, seja um gatinho ou um cachorrinho.


 


O ciclo de vacinas para cães começa por volta de 45 dias de vida, quando ele deve ser imunizado contra doenças como giárdia, cinomose, parvovirose, entre outras. Enquanto o cachorro é filhote, ele deve seguir um ciclo de vacinação mais intenso. Na fase adulta, o cão deve tomar as vacinas para evitar raiva, giárdia, bronquite e V10.


 


As vacinas mais importantes para manter os gatinhos saudáveis são a vacina polivalente e a vacina antirrábica, que previnem contra doenças como panleucopenia, rinotraqueíte e calicivirose. Em gatos adultos, ambas são tomadas em uma dose única, pois eles já têm o sistema imunológico formado. Lembre-se que os bichanos também devem tomar a dose anual da vacina contra a raiva.


 


Castração


A castração é extremamente importante, tanto para cães quanto para gatos. Em ambas as espécies, trata-se de um procedimento simples e seguro, sem grandes riscos para filhotes e animais mais jovens. Lembre-se que ainda é uma cirurgia, que deve ser realizada por um médico veterinário de confiança.


 


A castração ajuda a prolongar a vida do bichano, além de auxiliar na diminuição de alguns tipos específicos de câncer.


Assim como o procedimento para felinos, a castração de cachorros também é amplamente recomendada. Além de auxiliar no controle populacional, a castração deixa os cães mais calmos e saudáveis para viver em harmonia e por muito mais tempo com você.



Nayara Zonta, parceria com a VetQuality 56811999

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados


Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  Crocodilo rico os figurantes

bullet  Imitando Os Animais

bullet  O mar serenou

bullet  Cavalgada

bullet  Atirei o pau no gato

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  Doença de lyme

bullet  Primeira noite do filhote chegando em casa

bullet  Cavalos com dentes de lobo

bullet  Escovar

bullet  Fuga ao adoecer

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  Gabriel Guerreiro Qual quer deuacute;vida ou sugesteatilde;o enbsp;estarei respondendo no email Gabriel_g_f@hotmail.com no twitter @AdestramentoDOG

bullet  Dr. Luiz Bolfer formou se em Medicina Veterinária no Brasil e mudou se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emerg?ncia e Cuidados Intensivos em cães e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clínica Médica e Cirúrgica Veterin

bullet  Mariana LageMarques Médica Veterinária graduada pela Universidade Paulista em 2002. Mestre em Cirurgia pela FMVZUSP em 2008. Sócia Fundadora ABOV (Associação Brasileira de Odontologia Veterinária), 2002. Faço atendimento odontológico móvel.

bullet  M.V. Arthur César Ferreira Av. Brasil 1772, Jd. Chapad?o Campinas/SP * ATENDIMENTO 24HRS * (ao Lado do posto Shell cruzamento com a Imperatriz Leopoldina x Francisco josé de Camargo Andrade) (19) 3212 2601 // (19) 9822

bullet  Manuelle Audino Rodrigues de Sá Médica veterinária CRMV 25073 fisiopet@yahoo.com.br

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  No olho do gato (dans l oeil du chat)

bullet  Meu irmão virou um cachorro (mein bruder ist ein hund / my brother is a dog)

bullet  V

bullet  Tubarao i

bullet  A vingança do homem chamado cavalo (the return of a man called horse)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Gato viriato

bullet  Enfermidades dos cavalos

bullet  O gato de botas

bullet  Atlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

bullet  Gato que gostava de cenoura

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos