Digite aqui a palavra-chave.






Redes Sociais
pinterest


Instagram

Home Page > Dicas Veterinárias > Agressividade materna

pinterest



Agressividade materna


A agressividade materna hoje em dia não é um caso comum no consultório veterinário em parte, porque as pessoas estão bem mais conscientes da posse responsável e não deixam os os seus animais se reproduzirem como no passado esse distúrbio de comportamento se caracteriza pelo excessivo cuidado da "mamãe" cachorrinha com seus filhotes, e algumas vezes, com seus brinquedos quando ocorre uma "gravidez psicológica" cada pessoa que se aproxima do seu ninho é tida como uma ameaça e assim a reação inicialmente é um aviso, mas pode resultar em uma mordida feia para podermos orientar os clientes é preciso saber um pouco sobre a maternidade nos cães, desde a preparação para o parto até o nascimento
na maioria dos casos, o comportamento materno canino transcorre normalmente e, sem maiores problemas quando ocorre qualquer mudança, essa é relacionada a intervenção humana ou a uma falta de socialização prévia da cadela a natureza faz com que as fêmeas já nasçam sabendo o que deve ser feito,e praticamente nada altera o curso da gravidez, parto e criação dos filhotes a prolactina é a responsável pelo comportamento materno nos canídeos o que se observa no meio ambiente natural, é que em grupos de cães domésticos os machos e as outras fêmeas ajudam na criação dos filhotes, por fazerem parte do mesmo círculo social e terem um bom relacionamento ou seja, não há necessidade de demonstrar agressividade alguma em situações normais
a formação do ninho pela cadela começa de 24 a 48 horas antes do parto ela começa a ficar agitada cerca de 24 horas antes de dar a luz, aproximadamente, e ocorre perda do apetite cada filhote que nasce será devidamente limpo através de lambidas, mas nenhum ganhará maior atenção até que todos nasçam a tendência é que, depois de cada filhote limpo a cadela ignore-os enquanto espera a chegada de outro, e com isso pode até pisar inadvertidamente nos pequenos depois que o parto tiver chegado ao fim, a nova mamãe irá inspecionar os filhotes um a um e finalmente relaxar e deixar que todos mamem
infelizmente existem casos de canibalismo e infanticídio, mas por mais grotescos que estes comportamentos possam parecer para nós humanos, eles são considerados normais entre os cães apesar de raros, existem certas raças que tem mais predisposição para apresentá-lo, como no caso dos rottweilers, por exemplo existem indícios que este comportamento é herdado, e no caso da sobrevivência de algum filhote ao ataque da mãe, este não deverá reproduzir, já que pode vir a cometer canibalismo e infanticídio se a cadela matou sua cria sem a existência de um estímulo externo, como uma ameaça a ela ou aos filhotes, ou alguma atitude que pudesse parecer a ela que se tratava de uma ameaça, ela não poderá ser cruzada novamente, porque seu comportamento vai se repetir
a agressividade materna pode ocorrer logo após o parto, mais comumente nos primeiros dias, ou na pseudociese a mãe ,então, pode perceber uma ameaça, real ou não, que desencadeia vários comportamentos agressivos, como rosnar, abocanhar ou morder no caso da gravidez psicológica, as cadelas podem demonstrar agressividade quando o brinquedo ou objeto que scolheram como "filho" for retirado de perto delas a maneira como a cachorrinha encara o falso "filhote " pode parecer inapropriada para o dono, mas para ela é um assunto extremamente sério, já que ela não enxerga um sapato, mas sim um filhote a ser protegido de grandes ameaças é importante explicar ao proprietário o que acontece com o cão para que ele tenha paciência e compreensão
normalmente e, os cães que apresentam essa superproteção com seus filhos conseguem vigia-los de grandes distâncias, é normal que fiquem do outro lado da sala, por exemplo, tocaiando qualquer pessoa que tente se aproximar de seu "objeto filho" uma característica desse tipo de agressividade é que vem precedido por um aviso, como um latido ou rosnado, e não diretamente de uma mordida as cadelas avisam que o limit em que elas se sentem confortável com seus filhotes e um intruso presente, foi ultrapassado o rosnado diz ao ser humano que se ele tentar remover o filhote será mordido se a aproximação persistir a fêmea pode ao invés de partir para o ataque, comer ou matar seus filhotes no caso da pseudociese, ela pode comer o seu brinquedo
o tratamento para a agressividade materna baseia-s em evitar o confronto e dar tempo ao tempo se a cachorra não apresentar um comportamento exageradamente agressivo e fora de controle, e não for uma ameaça aos seus filhotes, o melhor a fazer é deixar que ela fique quieta e relaxada isso se torna difícil quando o nascimento dos filhotes torna-se um evento social onde todos os amigos, parentes, vizinhos querem ver os cãezinhos o melhor é orientar os donos para que só vejam os bebês depois de alguns dias, e uma pessoa de cada vez muito movimento e barulho tornam a cachorra ansiosa, e podem fazer com que se torne agressiva na hora de fazer a limpeza, se ela estiver calma, o ideal é atrai-la com um petisco para colocar a coleira e leva-la para um passeio rápido sempre que ela estiver relaxada e deixar que o dono se aproxime deverá ser recompensada com muitos afagados e petiscos de maneira alguma ela deverá ser confrontada ou provocada quando estiver próxima de seus filhotes, ou de seus brinquedos
o mais importante é lembrar ao proprietário que essa atitude agressiva não faz parte do temperamento normal da cadela e de que é influenciado somente por hormônios e que logo vai passar depois do terceiro ou quarto dia a cadela vai naturalmente relaxando e se acostumando a nova situação, principalmente nos casos de primíparas na pseudociese o comportamento costuma durar mais tempo, e o tratamento deverá ser a esterilização se a cachorrinha sofreu de gravidez psicológica, a tendência é que isso se repita após todo cio, por isso o proprietário deverá ficar ciente das vantagens da castração, principalmente se o animal manifestou agressividade materna durante o período
mais do que orientar os proprietários sobre como agir na eventualidade de uma mamãe mais agressiva, o importante é questionar se a fêmea deve cruzar ou não hoje em dia se sabe que querer que os filhos vejam o parto, ou dar um filhotinho para o vizinho acabam gerando centenas de cães indesejados e que acabam sem lar, vagando sem comida, morrendo sem carinho e sem tratamento apropriado se quiserem mostrar aos filhos um nascimento basta assitir ao animal planet ou discovery channel e dar um cachorro num impulso, na maioria das vezes não acaba bem por isso quem deve cruzar fêmeas são canis especializados que fazem um trabalho de qualidade, e não no fundo do quintal orientar os proprietários sobre a posse responsável é um dever de todo médico veterinário.

Luelyn Jockyman CRMVSP 14.512 Clínica Animaletto (19) 32589280 Av. Mário Garneiro 438 (Estrada do San Conrado) Sousas

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados Veja :


Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Deixe seu comentários :






Profissionais Colunistas


bullet  Dr. Luiz Bolfer formou se em Medicina Veterinária no Brasil e mudou se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emergência e Cuidados Intensivos em cães e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clínica Médica e Cirúrgica Veterin

bullet  RENAL VET SÃO PAULO: Endereço: Rua Heitor Penteado, 99 Sumaré, São Paulo/SP. Telefones: (11) 38752666 e (11) 38725138. Telefone para emergências: (11) 98985622. Site: www.renalvet.com.br Email: renalvet@br.inter.net RENAL VET RIO DE JA

bullet  Daniel Zacharias Zago Médico Veterinário Clínica Geral e Reprodução Equina 11 82627922

bullet  Israel M. BleichDiretor Técnico do Laboratório CEPAV Tecnologia em Saúde AnimalR. Tanabí, 185 São Paulo SP BRASILCEP05002010 Fone/Fax (011) 38729553email: info@cepav.com.br

bullet  Elaine da Silva Soares Website.: www.facebook.com/elaine.soares.14 Graduada pela Faculdade Multivix, Castelo/ES. Atua como plantonista nas áreas de clínica e cirurgia de pequenos animais. CRMV: 01970 VP / ES Contato: (28) 99902 8139 / (28) 99251

Confira todos os Colunistas

Sugestão de nomes para filhotes:



bullet  Nando bullet  Urobullet  Ninabullet  Lollabullet  Newton
Confira todas as sugestões de nomes



Perguntas mais frequentes


bullet  Eu sou vet ou profissional do ramo e quero incluir dicas veterinárias

bullet  Vocês vendem animais ?

bullet  Eu não encontrei material sobre meu pet ?

bullet  Como incluir notícias de seus clientes ?

bullet  Quais as formar de anunciar no Conteudo Animal?

Ver todas perguntas mais frequentes

Dicas Veterinárias:


bullet  Por que treinar

bullet  Tumores das glândulas endócrinas em cães

bullet  Mielina deficiência em cães

bullet  Espirro reverso em cães – o que é isso?

bullet  Porque adestrador pessoal?

Ver todas as Dicas Veterinárias

Letras de Música:


bullet  Pedras Que Cantam

bullet  Cálice

bullet  Peixe vivo

bullet  A pulga e o percevejo

bullet  Papagaio falador

Ver todas as Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bullet  Aracnofobia

bullet  Benji - um amigo especial

bullet  Batman returns (1992)

bullet  Uma dupla quase perfeita

bullet  Jurassic park i

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Cama de gato

bullet  Passaros sao eternos, os

bullet  Um gato entre os pombos

bullet  Quem e mais feliz: voce ou o seu cachorro?

bullet  O gato de botas

Ver todos os Livros

Declaração Universal dos Direitos dos Animais



Curiosidades do dia a dia :

bullet  Soltar os Cachorros em cima --> Insultar , discuti

bullet  Cavaloar --> Fazer traquinagem

bullet  Com a Cachorra --> De Mal humor

bullet  Tartarugas --> Usadas para delimitar faixas de rodagem em ruas e rodovias

bullet  macaco --> instrumento que auxilia levantamento do carro para reparro homem feio pilar que leva apenas 2 tijolos (velho) pessoa com experiência dispositivo usado para graduar e esticar a tensão de cabos e correntes fixas

Confira todas as curiosidade do cotidiano



Encurtador de URL:

URL:

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos