Home Page > Dicas Veterinrias > Entenda um pouco mais sobre palpação em equinos

Entenda um pouco mais sobre palpação em equinos


 Técnica utilizada em atendimentos e de suma importância no dia-a-dia do Médico Veterinário. É utilizada em atendimentos clínicos, bem como na avaliação do trato genital. Permite alcançar diversos órgãos internos, entre eles, intestino delgado, intestino grosso, rins, baço, útero e ovários.


 A palpação transretal em equinos é um procedimento de risco, tanto para o profissional envolvido quanto para o animal, e por isso, alguns cuidados devem ser tomados em relação à infraestrutura utilizada. É comum que o animal se assuste durante o procedimento, apresentando certo incômodo e respondendo ao estímulo doloroso com agitação, e assim machucar o profissional que está fazendo a palpação. Para evitar acidentes é preciso que os animais sejam colocados no tronco de contenção, quando os animais são mais agitados podem também ser sedados durante o procedimento. O tronco de contenção precisa ser apropriado, forte, resistente e de preferência desmontável. O tronco não deve conter pregos ou pontas que possam machucar o animal; o piso precisa ser áspero e não escorregadio, mesmo quando molhado; as bordas arredondadas. É conveniente deixar um espaço reservado para o potro, em caso de animais paridos. Deixar um vão livre, com passagem direta, de forma que o animal entre na parte de traz e saia pela parte da frente, sem precisar se afastar. 


 Para iniciar o procedimento de palpação transretal, primeiramente é preciso colocar as luvas e escolher o lubrificante a ser utilizado, uma vez que, diferentemente da técnica em bovinos, sem o uso de lubrificantes a palpação nos equinos é difícil e perigosa. Conter o animal em tronco apropriado, levantar a cauda ou deslocá-la lateralmente, com a luva calçada fazer a avaliação do esfíncter anal. Fazer o esvaziamento do reto, que deve estar totalmente vazio antes do início da palpação dos órgãos internos. Levar o braço o mais profundo, e fazer a palpação das estruturas internas no sentido crânio-caudal. Não é necessário forçar e não palpe durante movimentos peristálticos.



http://www.shopveterinario.com.br/artigos/entenda um pouco mais sobre palpacao em equinos/

O contedo presente no texto acima responsabilidade dos Autores citados

Gostou do contedo animal acima! Ento compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Msica com temas Animais:

bulletPassaro azul

bulletEu, minha gata e meu cachorro blitz

bulletLeilão

bulletTelevisão de cachorro pato fu

bulletDesafio dos cobras teixeirinha



Dicas Veterinrias:

bulletComo imobilizar a pata de um cão

bulletImportância do pedigree

bulletVermifugação

bulletVocê sabe o que são cães de ajuda social?

bulletHemorragia nasal em cães



Ver todas as Dicas Veterinrias



Colunistas - Veterinrios que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Archivaldo Reche, professor de veterinária da USP.>

bullet Aquarium Lab http://aquariumlab.com.br>

bullet M.V Helena Monkevic Casarin 19 993353793>

bullet Janaína Biotto, médica veterinária e diretora do Vila Chico Pet Hotel www.vilachicopethotel.com.br.>

bullet Nélio Carrara F? Hannover Hipismo>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletPeixonauta

bulletA morte anda a cavalo (da uomo a uomo / death rides a horse)

bulletMeu irmão virou um cachorro (mein bruder ist ein hund / my brother is a dog)

bulletMeu maior amigo

bulletMamãe virei um peixe (hjælp, jeg er en fisk)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPassaro-camaleao, o

bulletEnfermidades dos cavalos

bulletO encantador de cães

bulletCachorro magro

bulletA perigosa vida dos passarinhos pequenos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Crditos