Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Período de chuvas favorece contaminação por leptospirose

Compartilhe em suas redes sociais:

Período de chuvas favorece contaminação por leptospirose


Nesta época do ano as chuvas são frequentes, elas refrescam e ajudam amenizar o clima. Mas também representam um alerta para os tutores de cães, quanto à proteção de uma doença que assombra a estação mais quente do ano: a leptospirose.


A doença é causada por uma bactéria, um microrganismo que penetra pela pele, mas que também pode ser ingerido junto com água e alimentos contaminados. Os roedores são os grandes responsáveis pela transmissão da doença através de sua urina, por isso a leptospirose é conhecida como a doença da urina do rato.


Por se tratar de uma zoonose, a doença pode atingir o animal e também o homem. Tornam-se fator de risco para contágio, animais com a imunidade debilitada e filhotes, pela fragilidade. A gravidade da doença depende da bactéria presente e do funcionamento do sistema imunológico do animal.


A transmissão


Geralmente, após períodos prolongados de chuvas, acontecem as inundações, que são propícias à disseminação e permanência das leptospiras no ambiente, já que desse modo não ocorre a evaporação ou absorção, pelo solo, da urina proveniente de animais infectados, servindo assim como fonte de infecção para animais e humanos.


Sintomas nos animais


  • Falta de apetite
  • Vômito
  • Febre
  • Urina de cor amarronzada
  • Alteração da função hepática, que causará icterícia, notada pelo amarelamento das mucosas como olhos, gengivas, pele e outros.

Vacinado previne contágio


Para prevenir o contágio, a orientação de da Jeannye Caovila, médica veterinária do Cães & Gatos Centro Veterinário, é vacinar os cães anualmente. “Oferecemos as vacinas V10, que protege dos principais sorovares que atingem os cães, e as específicas para reforçar a imunidade aos dois sorovares principais da leptospirose. Já para animais que vivem em regiões endêmicas – com maior incidência e risco da doença – o ideal é vacinar o animal a cada seis meses”, explica.


Outras formas de prevenir


  • Como os ratos são atraídos pela ração dos animais, eles podem contaminá-la ao urinar nas proximidades;
  • Deixar o comedouro dos cães em locais altos;
  • Armazene os sacos de ração em recipientes bem fechados ou em locais que dificultem o acesso dos roedores;
  • Evite a contaminação da água e alimentos pela urina do rato;
  • Não acumule lixo no interior ou na porta de casa, pois atraem os ratos;
  • Em épocas de chuvas, evite o contato com as águas de enchentes, pois elas afloram de bueiros que estão infestados de ratos.
  • O homem deve tomar as mesmas precauções para não se contaminar com a doença.

O tratamento


O tratamento preconizado é baseado em antibióticos específicos, sempre com suporte médico. Em caso de complicações no quadro clínico, passa-se para a internação, para tratamento e estabilização das lesões renais e hepáticas causadas por essa doença.


Gatos não adoecem de leptospirose


Os gatos por sua vez, possuem uma resistência natural à doença. Há casos raros, que acarretam em baixa imunidade, como FIV (AIDS felina), FeLV (leucemia felina) ou câ;ncer.


Vacine o seu cão anualmente e tome todos os cuidados para ele não se contaminar com a leptospirose.



http://www.caesegatos.com/dica/periodo de chuvas favorece contaminacao por leptospirose/

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletCachorro amigo lourenço e lourival

bulletÁguas de março

bulletApesar de você

bulletÊ boi

bulletÚltimo pau de arara



Dicas Veterinárias:

bulletVocê sabia que o uso do ultrassom facilita e agiliza na obtenção de informações sobre o seu animal?

bulletAcne em cães e gatos

bulletAlergia a pelos

bulletCrescimento celular rápida em cães

bulletVantagens em criar um dia de adoção de animais? no seu pet shop



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Kadu Camargo Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, responsável pelo G.E.R.E. (Grupo de Estudos em Reprodução Equina PUCPR); Doutorando do Programa de Pós Graduação em Medicina Animal: Equinos, na área da Reprodução Equina da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). E mail: kaducamargo@gmail.com Leia mais sobre esse assunto em https://www.revistahorse.com.br/imprensa/cuidados durante a gestacao de eguas os primeiros 60 dias sao os mais criticos/20170410 175102 j086>

bullet Gabriela Rodrigues Zootecnista, trabalho com nutrição animal e consultoria. (013)99192 3249 @gabriela.zootecnista Facebook: Gabriela Rodrigues Zootecnista>

bullet UniversoEquino.com.br
Médica Veterinaria Mariana Marcantonio Coneglian>

bullet Jacqueline R. F. Cremoneze>

bullet Centro de Pesquisas Hospital Evandro Chagas Departamento de Doenças Infecciosas Serviço de Zoonoses Serviço de Dermatologia Infecciosa
http://www.inpa.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletO encantador de cavalos / o senhor dos cavalos (the horse whisperer)

bulletO gato e o violino (the cat and the fiddle)

bulletBolt - supercão

bulletPets a vida secreta dos bichos

bulletUm gato em paris (une vie de chat)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletUm gato indiscreto e outros contos

bulletLivro dos passaros magicos, o

bulletCama de gato

bulletPasso, trote, galope - uma familia e seus cavalos

bulletMais que um leao por dia

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos