Home Page > Dicas Veterinárias > Conheça 15 plantas ornamentais que são tóxicas para cães e gatos

Conheça 15 plantas ornamentais que são tóxicas para cães e gatos


Para professora da USP, as plantas podem decorar casas e apartamentos desde que permaneçam em locais de difícil acesso aos animais, evitando que eles comam ou entrem em contato com elementos tóxicos


Por Marina Rappa


Em


Em caso de intoxicação, mesmo que o dono não saiba o que fez mal ao pet, é importante leva-lo ao médico veterinário e informar o tipo de plantas que possui em casa (Istock/Getty Images)


 


O uso das plantas ornamentais é bastante comum para complementar decoração de casas e apartamentos – mas elas podem fazer mal a cães e gatos, podendo levar até à morte. Pensando nisso, quatro grupos de alunos da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de São Paulo, liderados pela professora Silvana Lima Górniak, realizaram uma lista com as espécies que podem causar intoxicação dos pets e quais são os sintomas que devem ser observados.


De acordo com Górniak, é comum que os animais de estimação comam plantas e grama. “De maneira geral, os animais não são herbívoros, mas esse é um comportamento corriqueiro para gatos e, principalmente, cães. Quando são muito jovens, podem comer plantas por causa do crescimento dos dentes, mas quando crescem podem acabar ingerindo folhas e flores por busca de novas aventuras ou, até mesmo, para chamar atenção dos donos”, explica Silvana.


Leia também:


A Páscoa dos cães e gatos: 5 alimentos que devem ser evitados


​Gatos têm cinco personalidades distintas, mostra estudo


Devido a esse comportamento, a professora acredita que o conhecimento da toxicidade das plantas ornamentais pode evitar que cães e gatos sejam injuriados por elas. “Não significa que as pessoas não possam ter essas plantas em casa. O ideal é saber quais delas possuem substâncias tóxicas e deixar longe do alcance dos animais. Mas, em caso de intoxicação, mesmo que o dono não saiba o que fez mal ao pet, é importante leva-lo ao médico veterinário e informar o tipo de plantas que possui em casa. Dessa forma, o profissional pode identificar melhor qual pode ser a causa da intoxicação”, disse Górniak.


Confira abaixo as 15 plantas ornamentais que são tóxicas aos animais de estimação:


  • 1. Comigo-ninguém-pode


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    Devido à beleza de suas folhagens e pela crença popular de que a planta traz proteção ao lar, a Diffenbachia sp é facilmente encontrada nos lares brasileiros e é campeã como causadora de intoxicação em animais. Seus mecanismos de toxicidade são múltiplos e as substâncias encontradas na planta, como o oxalato de cálcio, irritam as mucosas de animais e humanos. A intoxicação pode ocorrer por ingestão de qualquer parte da planta ou por contato com a pele. Os sintomas variam desde edema e irritação da mucosa, até asfixia e morte, sempre causando dor intensa. "Essa planta foi a campeã de ingestão por cães e gatos. É conhecida pela beleza de suas folhas e facilidade de cultivo, mas quando em contato com os animais, pode levar à morte facilmente por asfixia. Para se ter noção, meia folha é o bastante para matar um humano", disse a professora da USP Silvana Górniak.

  • 2. Copo-de-Leite


    <p></p>


     


     


    (VEJA.com/Getty Images/Getty Images)


     



    O Zantedeschia aethiopica possui o mesmo mecanismo de toxicidade que a Comigo-ninguém-pode, com o mesmo princípio ativo – o oxalato de cálcio. A ingestão dessa planta por animais de estimação pode causar irritação das mucosas, dor severa e edema de glote.

  •  

  • 3. Antúrio


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    Todas as partes da planta Anthurium spp possuem oxalato de cálcio, um princípio ativo que oferece riscos à saúde dos animais. Os principais sintomas são queimação de mucosas, inchaço da boca, lábios e garganta, edema de glote, asfixia, náuseas, salivação, vômitos e diarreia.

  • 4. Avenca


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    A planta Adiantum capillus-veneris, que não é nativa do Brasil, é bastante cultivada como planta medicinal e pela crença popular de espantar o mau-olhado. A ingestão dos brotos da Avenca, no entanto, pode causar câncer nos animais.

  • 5. Azaleia


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    A Azalea sp é considerada um símbolo da cidade de São Paulo, sendo encontrada facilmente nos lares como planta ornamental. Seu princípio ativo é a andromedotixina, uma substância que, quando ingerida, pode causar distúrbios digestivos durante até 6 horas após o consumo, além de provocar disfunções cardíacas.

  • 6. Bico-de-papagaio


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    A Euphorbia-pulcherrima possui uma seiva leitosa tóxica, chamada látex irritante, que em contato com a pele dos animais, pode causar lesões cutâneas e conjuntivite. A ingestão dessa planta pode causar náuseas, vômitos e gastroenterite em gatos e cachorros.

  •  

  • 7. Coroa-de-Cristo


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    O conhecido arbusto espinhoso, Euphorbia milii, encontrado em jardins e calçadas, possui como substância tóxica o látex irritante, substância que ao entrar em contato com o animal de estimação – seja pela pele, ou ingestão – pode causar reações inflamatórias como inchaço, dor e vermelhidão.

  • 8. Espada-de-são-jorge


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    A Sansevieria trifasciata é uma planta ornamental muito utilizada nos lares brasileiros pela crença popular de que traz prosperidade. No entanto, a Espada-de-são-jorge possui substâncias de alta toxicidade. Entre os males que pode causar aos animais de estimação está a dificuldade de movimentação e de respiração devido à irritação da mucosa e salivação intensa.

  • 9. Espirradeira


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    A Nerium oleander, mesmo que bastante utilizada como ornamento em jardins, contém substâncias tóxicas em todas as partes da planta. Esses princípios ativos podem causar arritmias, vômitos, diarreia, ataxia, dispneia, paralisia, coma e morte em humanos e animais domésticos. Os sintomas de intoxicação pela Espirradeira podem ser observados de 1 a 24 horas após a ingestão.

  • 10. Fumo-bravo


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    A planta Solanum mauritianum, com altos níveis de toxicidade, tem como principal composto a Solasodina – presente em toda planta, mas mais concentrada nos frutos. A ingestão do Fumo bravo pode causar diarreia, inflamação do duodeno (parte inicial do intestino delgado), elevação das enzimas hepáticas, gastrite, náuseas, sintomas neurológicos e vômitos em cães e gatos que a ingerirem.

  • 11. Lírio e Lírio-da-Paz


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    Muito encontradas nas casas brasileiras como plantas ornamentais, todas as partes do Lilium sp e do Spathiphyllum wallisii são tóxicas. A ingestão das plantas pode causar irritação oral e de mucosas, irritação ocular, dificuldade de engolir e até problemas respiratórios em casos mais graves. Ainda podem aparecer como sintomas da intoxicação pelo Lírio/Lírio da paz alterações nas funções renal e neurológica.

  • 12. Maconha


    <p></p>


     


     


    (CannaCamp/Divulgação/Divulgação)


     



    O principio ativo na maconha, ou Cannabis sativa é o tetrahydrocannabinol (THC), que deve agir no sistema nervoso central. Os sintomas são depressão, desorientação, perda da coordenação muscular e coma. Normalmente se desenvolvem entre 1 e 3 horas após a ingestão. De acordo com Silvana Górniak, professora da USP, a inalação da fumaça da queima da maconha pode ainda dilatar a pupila dos cães e gatos, causando fotofobia. "Muitas vezes os proprietários de animais domésticos gostam de oferecer a eles tudo que é comum ao humano. Nos Estados Unidos tiveram muitos casos de intoxicação de cães e gatos pela inalação da maconha, que, dependendo do tempo de exposição, pode até matar os animais", disse a médica veterinária.

  • 13. Mamona


    <p></p>


     


     


    (Julio Bernardes/VEJA/VEJA)


     



    O princípio ativo tóxico do Ricinus communis é a ricina, que está presente nas sementes da planta. Os sintomas da ingestão da mamona acontecem no sistema nervoso e podem ser observados aproximadamente após 24 horas da ingestão. O animal pode apresentar vômitos, diarreia, produção excessiva de saliva, sensibilidade abdominal, cólicas, sangue nas fezes, hipertermia e desidratação. A intoxicação em animais ocorre frequentemente por ingestão de óleo de rícino, torta de mamona, ou resíduos da planta usados como adubo.

  • 14. Tomate verde


    <p></p>


     


     


    (iStockphoto/Getty Images/Getty Images)


     



    A substância tóxica do Solanum lycopersicum é chamada tomatina e é encontrada em altas concentrações nas folhas e frutos verdes – mas se transforma em substância inerte nos frutos maduros. A ingestão do tomate verde pode causar arritmias cardíacas, dificuldade de respirar, salivação abundante, diarreia e vômitos.

  • 15. Violeta


    <p></p>


     


     


    (VEJA.com/Getty Images/Getty Images)


     



    O caule e as sementes da Viola odorata são altamente tóxicos. A ingestão dessa comum planta de ornamentação pode causar, na ingestão de altas doses, severas gastrites, depressão circulatória e respiratória, além de vômitos e diarreias. Os princípios ativos tóxicos são violinha, acido tânico e salicílico.



http://veja.abril.com.br/ciencia/conheca 15 plantas ornamentais que sao toxicas para caes e gatos/

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletPaisagem da Janela

bulletHomem com h

bulletA galinha e o galo carijó galinha pintadinha

bulletReprocissão

bulletMorro Velho



Dicas Veterinárias:

bulletMorte e luto: o que fazer quando o cachorro/gato morre?

bullet6 dicas de como montar um pet shop de sucesso

bulletA importancia da fisioterapia veterinária para o seu animal

bulletSer veterinário: vocação ou negócio?

bulletAnsiedade de separação em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet >

bullet Juliane Seixas Juliane Seixas Website.: www.facebook.com/veterinariadrajulianeseixas Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR. Atua como plantonista na área clínica e cirurgica de animais de companhia CRMV: 11430 / PR Con>

bullet Silvana Souza
médica veterinária
crmv-sp 9617
animalcamp
rua d pedro i n? 663; guanabara - campinas/sp
fone: (19) 32425370 ou 97965242
www.animalcampcjbnet
homeovete@yahoo.com.br>

bullet Ag?ncia de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas ADEAL >

bullet Diskvet Telefone: (19) 32581887 / 33081887 / 33081886 Celular: (19) 93183040 (emerg?ncia) Email: diskvet@gmail.com Av. Antonio Carlos Couto de Barros, n? 1156 Sousas Campinas / SP>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletGato negro (black cat (gatto nero))

bulletO cavalo de ferro (the iron horse)

bulletTarzan

bulletA quinta execução

bulletO mar não está prá peixe: tubarões à vista! (the reef 2: high tide)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletVira-lata? não! também sou cachorro

bulletPássaros amarelos

bulletLivro definitivo de dicas e sugestoes de jardinagem

bulletExplicação dos pássaros

bulletQuem e mais feliz: voce ou o seu cachorro?

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos