Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Como separar uma briga entre cachorros

Compartilhe em suas redes sociais:

Como separar uma briga entre cachorros



Se você tem ou convive com cães, vai eventualmente presenciar uma briga. E mesmo um embate entre dois pinchers pode causar ferimentos graves, então saber separar a briga rapidamente é essencial.


Uma coisa importante para saber sobre brigas entre cães é que normalmente elas são muito piores quando envolvem duas fêmeas, já que elas brigam para eliminar a rival – o que pode acabar em morte! Dois machos normalmente brigam por disputa de dominâ;ncia, e quando um se “rende”, a briga costuma acabar. Machos costumam aceitar com mais tolerâ;ncia mordidas e rosnados por parte das fêmeas – o que não significa que você não deva intervir.


A segunda coisa importante sobre brigas é que é sempre melhor preveni-las do que separá-las. Quer você tenha dois metros de altura, ou um e meio, cachorros em estado de agressividade podem te fazer um estrago feio, mesmo os pequeninhos e mesmo seu próprio cão.


Prevenir brigas começa com o obvio: não deixe seu cão se aproximar de animais desconhecidos, e não passeie com cães agressivos sem coleira. A castração diminui a agressividade em ambos os sexos; logo, o contrário, a fase da puberdade ou presença de fêmeas no cio ou prenhas, aumenta a rivalidade e a possibilidade de brigas.


A segunda parte da prevenção é menos óbvia, e exige um olhar atento. Cachorros não começam uma briga do nada, eles mandam vários sinais um ao outro antes de atacar: corpo rígido, maxilar tenso, encarar, mostrar os dentes, rosnados. Ao perceber esses sinais, peça ajuda para conter ambos os cães e tirar um do raio de visão do outro o mais rápido possível.


Só que… se tudo der errado e a briga começar, você vai precisar separá-la. Seguem as dicas.


 


O QUE NÃO FAZER


– Não grite, não berre, não se desespere. Isso só vai atiçar e agitar ainda mais os cachorros (mesmo que não sejam seus).


– Não chute os cães. Agressividade só gera agressividade.


– Não segure a coleira deles e não entre no meio de duas bocas cheias de dentes. Não importa que é o seu micro poodle carinhoso que está brigando – ele vai estar alterado e só vai perceber que você é você depois do desastre acontecer.


– Não deixe eles “resolverem” a coisa sozinhos, uma mordida na veia certa mata em minutos.


– Não deixe outros cachorros se intrometerem. Numa briga de grupo, normalmente vão todos para cima de um cachorro só e a coisa fica bem feia bem rápido.


 


O QUE FAZER


– Antes de mais nada, mantenha a calma. É difícil, mas é essencial. Os cães sentem sua energia e se você se agitar, eles se agitam mais.


– Jogue água – é a forma mais eficiente de separar uma briga.


– Use um apito. Se for no parque de cachorros, leve um apito. O som alto e agudo pode ajudar, principalmente se os cães forem treinados.


– Bata o pé no chão, assobie, bata palmas, chie, faça sons altos SEM usar a voz (lembre: sua voz só atiça mais a briga!).


– Use o que tiver em volta para separá-los fisicamente. Seja um galho, uma lixeira, um cone de rua, uma vassoura, um balde, coloque o objeto entre eles e tente fazer com que se afastem.


– Em último caso, use sua perna como barreira. É melhor tomar uma mordida no tênis do que na mão.


– Alguns cães mordem e não soltam mais. Se isso acontecer e não tiver água por perto, levante as patas de traz do cachorro que está mordendo e puxe-o rapidamente para trás. Atenção: ele pode se virar e te morder, seja ágil.


 


Cachorros separados e contidos, corra para o veterinário! A maior parte das mordidas é só um furinho por fora (às vezes quase imperceptível), mas um estrago por dentro. Os cães podem ter veias, órgãos e músculos perfurados mesmo que não aparentem! E eles são mestres em mascarar a própria dor, podem estar com uma hemorragia interna letal e você (ou um veterinário ruim) não perceber até que seja tarde demais.


Além disso, mesmo que tenham realmente sido só arranhões, qualquer machucado precisa ser esterilizado e tratado. Você não pode medicar seu próprio cão e ele vai precisar de antibióticos e spray prata para evitar que um arranhão vire uma bicheira ou uma infecção generalizad



Contatos dos Autores:
http://gatinhobranco.com/?p=2099



O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletO câncer de pâncreas (insulinoma) em cães

bulletCuidados com os pets em tempos de chuva

bulletTricobenzoares o perigo das bolas de pelos

bulletSarna demodécica canina

bulletCorrigindo cães que mastigam o que não devem


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Roberto Delort A. Leite e Laura Celi de Souza Silva 

bullet drajulianabortoletto@hotmail.com http://www.desviralata.com/plantastoxicas/

bullet Pet Care Hospital Veterinário de São Paulo (11) 3740 2152 (11) 3743 2142 Av. Giovanni Gronchi, 3001 São Paulo SP

bullet Rafael Claro Marques (CRMVSP 18.849) é médico veterinário e pósgraduado em Clínica Médica de Pequenos Animais dr.rafael@clinicapontegrande.com.br

bullet Monica Marvo Cel: 985728281 Atendimento em domicílio, clínicas, centros diagnósticos e hospitais.

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletCobras e lagartos chico buarque

bulletNós, Os Gatos

bulletÚltimo pau de arara

bulletLobo da estrada

bulletPreta Pretinha

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletUm peixe fora d água (mr baseball)

bulletJurassic park i

bulletMeu irmão virou um cachorro (mein bruder ist ein hund / my brother is a dog)

bulletMato sem cachorro

bulletV


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPassaro-camaleao, o

bulletMemorias de um gato

bulletO encantador de cães

bulletUm gato aprende a morrer

bulletUm gato entre os pombos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos