Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Como imobilizar a pata de um cão

Compartilhe em suas redes sociais:

Como imobilizar a pata de um cão



 


FratturaA imobilização de um membro é uma prática muito comum nos cães. A sua missão, em função da situação é:


  • Fixar um osso ou uma articulação para evitar danos maiores (imobilização de urgência)

  • Manter imóveis partes do membro para permitir o processo de cicatrização depois de uma lesão (imobilização de larga duração)


Imobilização de urgência


Sem conhecimentos de primeiros socorros, não se deve mover o membro partido do cão para não lesionar mais a zona. Os donos deve seguir certas diretrizes quando o seu cão sofre uma fratura. A principal é ir ao veterinário o mais rapidamente possível e mover o cão o menos possível durante o transporte. Se se têm certos conhecimentos de primeiros socorros, pode imobilizar-se a zona lesionada com uma revista ou jornal atado à volta do membro afetado. As fraturas localizadas debaixo do cotovelo ou do joelho e em articulações são mais suscetíveis de piorar se se mover o cão.


Imobilização de longa duração


vendaje


A imobilização de longa duração é usada para fraturas em membros, em algumas alterações em ligamentos, tendões e articulações e em alguns problemas neurológicos (hiperextensão carpal, avulsão do plexo braquial, paralisia do nervo radial, hiperflexão tarsal, déficits proprioceptivos, etc.). É também um processo muito habitual depois das cirurgias que afetam estas zonas.


Tradicionalmente têm-se vindo a usar distintos materiais para conseguir a imobilização: emplastros, alumínio, talas simples de plástico, material termoplástico, fibra de vidro e resina. Também se usam ligaduras especiais (Robert Jones, ligaduras em oito) e tipóias (de Ehmer, 90/90, de Velpreau, de flexão do carpo). Este tipo de instrumentos são indispensáveis na resolução de muitos problemas ortopédicos. É muito importante que sejam aplicados sob supervisão rigorosa do veterinário. Esta aplicação requer conhecimentos e experiência.


úlcera


A imobilização de longa duração pode comportar complicações: a falta de material acolchoado pode levar  a feridas e lesões, enquanto que um excesso do mesmo prejudicaria a capacidade de imobilização da ligadura. O material deve ser hipoalergénico e não deve reter líquidos. É muito importante aplicar a pressão adequada na ligadura, já que se pode provocar necrose das patas se o sangue for incapaz de circular corretamente através do membro. Sempre que possível, é aconselhável examinar os pés do animal para verificar se há inchaço ou baixa temperatura, sinal de que há uma pressão excessiva. Devemos também ter em conta que a maioria dos métodos de imobilização são complicados de levar a cabo, de maneira que é difícil mudá-los com muita frequência. Isto dificulta a deteção de possíveis problemas: infeção da pele, mau alinhamento ósseo, falta de cicatrização de feridas, etc..


Avulsiónhiperextensión





Imobilização de nova geração


talaDevido à dificuldade e aos possíveis problemas que a imobilização tradicional pode envolver, atualmente há uma tendência maior para o uso de talas de imobilização ou talas pré-moldadas que substituem o uso de ligaduras e se podem tirar e pôr facilmente, até pelo dono do cão. Existem diferentes tamanhos, tanto para membros dianteiros como traseiros. São recomendadas especialmente para problemas em membros distais (ou seja, mãos, pés, pulsos e tornozelos) que tenham que ver com ossos, tendões ou ligamentos.


Estes tipos de tala canina pode utilizar-se em casos de déficit neurológico, neuropraxias e outros problemas do plexo braquial e nervo radial. Também podem utilizar-se em casos de fraturas, fissuras e em lesões do tecido mole que requerem um certo grau de imobilização. O seu uso mais frequente é em hiperextensão carpal, avulsão do plexo braquial, hiperflexão do tarso, como tratamento conservador de fraturas não complicadas (sempre sob supervisão veterinária) ou para imobilizar o membro depois de uma cirurgia traumatológica.


Quais as talas pré-moldadas que existem?


férula


Tala dianteira:


Imobilização total do membro até meio do rádio.


Usos: fraturas em falanges, metacarpo e carpo. Suporte extra em cirurgias de artrodese. Hiperextensão carpal. Lesões em ligamentos e tendões do membro anterior distal. Problemas neurológicos: déficits de proprioceção distal (como alguns casos de avulsão do plexo braquial).


 


 


 


 


Férula


 


Tala traseira:


Imobilização total do membro traseiro até ao meio da tíbia.


Usos: fraturas em falanges, metatarso e tarso. Suporte extra em cirurgias de artroses. Hiperflexão tarsal. Lesões em ligamentos e tendões do membro posterior distal, incluindo o tendão calcâ;neo (tendão de Aquiles). Problemas neurológicos: déficits de proprioceção.



 


 


férula


Tala de bota:


Tala curta para o membro traseiro.


Usos: fratura em falanges ou metatarsos. Problemas neurológicos: déficits de proprioceção.


É muito utilizada em lesões do nervo ciático que resultam num apoio irregular do pé (apoio com o dorso do pé).



Contatos dos Autores:
http://www.ortocanis.com/pt/content/106 como imobilizar a pata de um cao



O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletCães que montam - minha perna não é uma cachorrinha

bulletPit viper mordida intoxicação em cães

bulletBicho novo na área? veja como fazer as apresentações entre os animais

bulletAnestesiologia veterinária em pequenos animais

bulletPreparação do enxoval


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Sérgio Villa Santi

bullet dr josé aldo p em santos
médico veterinário
crmv: 5526 aldovet@bol.com.br
dr ricardo fernando correia
médico veterinário
crmv: 13039
rfcvet@mpc.com.br

bullet Revista Pequenos Cães Grandes Amigos Edição 29 Abril/Maio2010.

bullet Débora Carvalho Meldau

bullet Monica Marvo Cel: 985728281 Atendimento em domicílio, clínicas, centros diagnósticos e hospitais.

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletOlho de peixe

bulletRabo de galo polara

bulletImitando Os Animais

bulletBeija-flor

bulletFlora

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletFlipper (1996)

bulletO gato mais rico do mundo (the richest cat in the world)

bulletO mar não está prá peixe: tubarões à vista! (the reef 2: high tide)

bulletMarley e eu

bulletMadagascar iii


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletO gato de botas

bulletMarley e eu

bulletA volta do gato preto

bulletAmazonas aguas, passaros, seres e milagres

bulletCães de guerra

Ver todos os Livros

Dinheiro / Notas Animais



Garoupa
R$ 100

Beija flor
R$ 1

Garça branca grande
R$ 5

Arara vermelha
R$ 10

Mico leão-dourado
R$ 20

Onça pintada
R$ 50

Tartaruga-de-pente
R$ 2

Ver todas as Notas e Moedas

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos