Home Page > Dicas Veterinárias > Exames laboratoriais e distrbios de comportamento

Exames laboratoriais e distrbios de comportamento


O que os exames de laboratrio tem a ver com um cachorro que morde o dono? tudo para diagnosticar corretamente um distrbio de comportamento, preciso, alm de um bom exame clnico que s pode ser realizado por um mdico veterinrio, alguns testes laboratoriais eu sei que uma tentao dizer que o cozinho esta deprimido porque o dono viajou e deixou ele sozinho, mas se um client ntra no meu consultrio relatando um caso destes, antes de depresso eu suspeitaria de uma erliquiose
longe de mim irritar os psiclogos de plant?o, mas a somatizao em ces e gatos, at onde se sabe no comprovada o que se tem conhecimento que existe sim, uma baixa de imunidade em situaes estressantes, onde o co experimenta uma grande dose de ansiedade, com isso libera mais cortisol, e ent?o teramos a manifestao clinica de alguma doena igual como ocorre em humanos ent?o, no se pode dizer que ces e gatos sofrem de depresso como j ouvi muitas pessoas dizerem, mas o termo correto seria ansiedade de separao, ou uma falta patolgica do proprietrio que, como resultado pode ter manifestaes clnicas passageiras, como vmitos e diarria ou ainda, desencadear uma doena verdadeira, como por exemplo, uma gastroenterite parasitria, uma sarna demodcica ou a prpria erliquiose
o comportamento dos seres vivos integra o ambiente interno(organismo do co e do gato) xterno (casa, famlia) os clientes normalmente levam seus animais de estimao ao veterinrio por acharem que eles est?o doentes o dono vem at a clinica relatando que a nica coisa que ele percebeu de anormal foi o comportamento de seu co e gato para ele, o bichinho no esta normal ele no esta se comportando como sempre faz nem todas as alteraes comportamentais se manifestam como verdadeiras alteraes de atitude, e nem todo comportamento irritante ou inapropriado dos ces e dos gatos e resultado de uma alterao puramente comportamental
existem alteraes comportamentais verdadeiras e puras dentro do que entendemos como `anormal` esta a alterao de comportamento do animal que pode estar se manifestando devido a alguma anomalia neuroanatmica, neuroqumica, ou mesmo gentica dentre as doenas que resultam em alteraes comportamentais est?o os problemas cong?nitos, infecciosos, inflamatrios e auto-imunes, metablicos e hormonais, nutricionais, neoplsicos, txicos e traumticos
no adianta tentarmos diagnosticar qual o distrbio de comportamento resultou desse quadro, porque a doena dever ser tratada em primeiro lugar uma vez controlada, importante questionar o proprietrio sobre mudanas na rotina do animal mas para chegarmos at a precisamos usar o laboratrio o mnimo necessrio um hemograma, contagem de plaquetas, funo heptica e funo renal isso o comeo de qualquer tratamento comportamental estando todos os valores normais nesses resultados, ainda podemos realizar mais alguns testes para doenas especificas
nos problemas de liminao inapropriada, por exemplo o proprietrio relata que o co ou gato no urina ou defeca onde costumava anteriormente alm de uma boa anamnese, imprescindvel pedir uma urinlise para descartar que a urg?ncia em fazer xixi seja resultado de uma infeco bacteriana, ou da presena de clculos no histrico, j podemos descobrir pistas sobre as situaes nas quais o animal esta urinado fora de lugar no caso de f?meas, e mais raramente machos castrados, pode ser uma defici?ncia hormonal, que seria comprovada com uma dosagem de strgeno ou testosterona, facilmente corrigida com reposio j gatos que desenvolvem doena do trato urinrio inferior, em 80% dos casos, manifestam esta patologia secundria a um distrbio comportamental ou seja, no adianta tratar os clculos e no descobrir porque eles surgiram uma mudana na rotina de alguns gatos, um novo membro na famlia, nova casa, abala o emocional dos felinos, por assim dizer, muito mais do que se imagina e ainda assim, infelizmente, as pessoas chamam os gatos de gostas e solitrios
hepatopatias podem resultar em casos de agressividade e no somente em ataques convulsivos a maioria dos proprietrios pensa mais prontamente em casos de raiva, mas no cogita que possa ser uma desordem metablica que eleve seu co, que costumava ser dcil, a no aceitar mais ser acariciado por isso avaliar as enzimas hepticas deve fazer parte dos exames de rotina dos veterinrios que trabalham com comportamento, assim como uria e creatinina alem disso, para iniciarmos qualquer tratamento farmacolgico e preciso certificar que o fgado e o rim est?o funcionado direito e manter um acompanhamento pelo menos trimestral do tratamento para ser possvel avaliar a funo normal
problemas dermatolgicos devem ser descartados atravs de raspados de pele, micolgicos e culturas, antes de sequer agendar uma consulta onde haja suspeita de automutilao ou compulso devido a um distrbio de comportamento dermatites por lambedura na maioria das vezes so desencadeadas por algum tipo de ferimento, doena dermatolgica ou esqurola que devem ser resolvidas ao mesmo tempo em que drogas ansiolticas so prescritas nos casos de gatos alopcicos, em grande parte dos casos a atopia culpada pela falta de p?los e no a depresso ou saudade de um membro da famlia
na parte ndcrina diabetes, hipotireoidismo e hiperadrenocorticismo devem ser descartadas mesmo que no sejam observados sinais clnicos altos nveis de acth podem estar associados a aumento de agressividade, bem como nveis baixos determinam maior docilidade a diminuio de hormnios tireoidianos pode determinar medo ou agressividade em ces e gatos
enfim, para os clnicos gerais, descartar as principais patologias que podem estar relacionadas a uma modificao de comportamento antes de encaminhar o paciente para uma consulta com um especialista, usando e abusando dos exames laboratoriais para os veterinrios que trabalham com comportamento: essencial ser um excelente clnico no ficar preso a uma manifestao comportamental, insistir em um tratamento mal sucedido ao invs de buscar explicaes em outras reas da veterinria para resolver o problema os teste de laboratrio ajudam na rotina de qualquer especialidade e so um sinal da mudana dos tempos pode jogar no lixo sua bola de cristal e se preparar para colecionar frasquinhos com edta
<

Luelyn Jockyman CRMVSP 14.512 Clnica Animaletto (19) 32589280 Av. Mrio Garneiro 438 (Estrada do San Conrado) Sousas

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletHomem Aranha

bulletFeliz pra cachorro 5 seco

bulletUm filho e um cachorro zeca baleiro

bulletCachorrada

bulletPeixe com Coco Clara Nunes



Dicas Veterinárias:

bulletCausas e tratamento da artrite de mltiplas articulaes em ces

bulletEfeitos teraputicos e patologias tratadas com acupuntura veterinria

bulletInstalaes para hamsters

bulletA importncia do exame androlgico e avaliao da libido

bulletTumor relacionadas ? vacinao em ces



Ver todas as Dicas Veterinárias
Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet http://peloproximo.blogspot.com.br/2011/04/25alimentoshumanostoxicosaoscaes.html>

bullet Macm Kennels Caixa Postal 611 Goinia Gois 74001970 Tel: +55 (62) 8111.3600 (62) 4053.8280 (11) 4063.1570 >

bullet http://www.revistameupet.com.br>

bullet http://disneybabble.uol.com.br/br/comemorar/datas especiais/como amenizar o medo dos fogos de artif%C3%ADcio>

bullet Dr. Luiz Bolfer formou se em Medicina Veterinria no Brasil e mudou se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emerg?ncia e Cuidados Intensivos em ces e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clnica Mdica e Cirrgica Veterin>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBatman (1966)

bulletMoby dick

bulletThe wolf of wall street

bulletO gato do rabino (le chat du rabbin)

bulletCacados



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletO gato e a revoluo

bulletPassaro-camaleao, o

bulletO gato que tocava brahms

bulletPasso, trote, galope - uma familia e seus cavalos

bulletCachorro magro

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos