Home Page > Dicas Veterinárias > A pele do cão

A pele do cão


A pele é o maior órg?o do corpo canino exerce funções evitais para o indivíduo como proteção mecânica; regulação térmica; armazenamento de evitaminas, água; gorduras, proteínas e carboidratos; primeira barreira de proteção contra patógenos externos; produção de melanina pelos melanócitos filtrando os raios solares nocivos; entre outras a pele é composta por epiderme; derme; folículo piloso e glândulas: sebáceas e sudoríparas é importante ressaltar que existem diferenças marcantes entre a pele canina e a pele humana: ? n úmero de camadas: cão: em torno de 5; homem: em torno de 15 ? glândulas sudoríparas exócrinas (excretoras): cão: concentradas apenas no plano nasal e coxins palmares e plantares homem: em toda superfície cutânea ? ph: cão: em torno de 5,5 homem: em torno 7,0 ? crescimento do p?lo: cão: em ciclos homem: crescimento contínuo ? renovação celular: cão: em torno de 20d homem: em torno de 28d de maneira geral, pode-se dizer que a pele canina é mais sensível que a pele humana, e que produtos humanos mesmo que neutros são contra indicados para o uso rotineiro em cães assim como os outros órg?os do corpo, a pele possui mecanismos intrínsecos de defesa, que v?o desde a presença de p?los, glândulas sebáceas, fatores humorais e celulares a exist?ncia de uma flora de microorganismos (bactérias, fungos, ácaros) saprófitas (inofensivos) que vivem em equilíbrio e agem como uma barreira de proteção ? microorganismos patog?nicos mudança nesta condição, por menor que seja promoverá crescimento da flora patog?nica local, perda da integridade da barreira de proteção e aparecimento de les?es cutâneas fatores como: variedade racial; alimentação; clima; cruzamentos indevidos; ambiente domiciliar; presença de parasitas externos; entre outros, predisp?em o aparecimento de distúrbios cutâneos diversos raças originárias de países de climas temperados ou frios como são bernardo; chow-chow; akitas, etc, sofrem alterações orgânicas diversas a fim de se adaptarem ao clima tropical do brasil a alimentação não apropriada ?s necessidades individuais, rações não específicas para determinado padr?o racial ou faixa etária; alimentação caseira; petiscos diversos ( p?es; doces, etc) criam uma condição de desequilíbrio nutricional no qual a pele é o primeiro órg?o afetado o ambiente domiciliar contribui igualmente para o aparecimento de dermatopatias, uma vez que cada vez mais estreita-se o contato homem-animal de estimação, ficando o último mais exposto a alérgenos domiciliares (perfumes; tapetes; material de limpeza, etc), e a alterações alimentares cruzamentos indevidos, como por exemplo cruzamentos consanguíneos (entre parentes) no intuito de exaltar características desejáveis de determinadas raças, acabam potencializando na mesma proporção o surgimento ou propagação de patologias de caráter hereditário: demodicose; determinados processos alérgicos; patologias auto imunes, etc resumindo, tais fatores isolados ou em conjunto promovem um desequilíbrio nos mecanismos de defesa dérmicos o que facilita o aparecimento de dermatopatias cada vez mais incidiosas e de difícil controle /ou tratamento o animal deve ser encaminhado a um profissional capacitado diante do mais discreto sinal dermatológico para que sejam feitos exames complementares a fim de s estabelecer um diagnóstico e um plano terapêutico específico, focado na causa primária do processo

Gislaine Nonino Rosa CRMV 11291 Kingdom Pet Shop Av. Moraes Salles. 3183 Nova Campinas Campinas Fone: 32941126 / 32526885 / 91226711

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletCaipira

bulletSaudade da minha terra

bulletVou te rebocar

bullet15 mil por mês

bulletTrevo (tu)



Dicas Veterinárias:

bulletComo montar uma clinica veterinária

bulletA melhor alimentação para os agapornis

bulletJararaca veneno de serpente toxicose e cães

bulletLimpeza e remoção de tártaro em felinos

bulletA microbiota do leite de vaca



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Kadu Camargo Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, responsável pelo G.E.R.E. (Grupo de Estudos em Reprodução Equina PUCPR); Doutorando do Programa de Pós Graduação em Medicina Animal: Equinos, na área da Reprodução Equina da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). E mail: kaducamargo@gmail.com Leia mais sobre esse assunto em https://www.revistahorse.com.br/imprensa/cuidados durante a gestacao de eguas os primeiros 60 dias sao os mais criticos/20170410 175102 j086>

bullet Dra. Vanessa Mollica Caetano Teixeira Médica veterinária Especialista em clínica e cirurgia ? UFV Mestre em cirurgia ? Unesp>

bullet Dan Wroblewski www.bordercollie.com.br dw@parquecanino.com.br>

bullet Camila de Oliveira Cruz Medicina Veterinária na Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo/SP>

bullet Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em medicina e odontologia eqüina. Cel. (11) 9814 6666 E mail ciromedvet@ig.com.br www.dentistadecavalo.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletCacados

bulletA morte anda a cavalo (da uomo a uomo / death rides a horse)

bulletNo olho do gato (dans l oeil du chat)

bulletJurassic park iii

bulletRio



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletEu não sou cachorro, não

bulletUm gato entre os pombos

bulletEnfermidades dos cavalos

bulletA arca de noé

bulletO cachorro e o lobo

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos