Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Hepatite contagiosa canina

Compartilhe em suas redes sociais:

Hepatite contagiosa canina


A hepatite contagiosa canina (hcc), também denominada de hepatite infecciosa canina, foi reconhecida como entidade nosológica viral canina, isto e é, classificada como uma doença canina, em 1947 anteriormente a hcc era classificada como parte de um complexo da cinomose canina é uma enfermidade viral, infecto-contagiosa, aguda, própria de canídeos, que varia desde uma simples hipertermia, congestão de mucosas até severa depressão, convulsóes, podendo levar o animal a óbito apresenta distribuição mundial e clinicamente a hepatite contagiosa canina pode ser confundida com a parvoviros a cinomose o vírus causador da hcc é um dna vírus, da família adenoviridae , gênero mastadenovírus , sendo reconhecido como adenovírus canino tipo 1 (cav-1) segundo alguns pesquisadores, o vírus cav-1 não é relacionado com o vírus cav-2 (adenovírus canino tipo 2) responsável pela traqueobronquite infecciosa canina, ou tosse dos canis outros afirmam que existe uma relação antig?nica entre cav-1 e cav-2, que propicia uma imunidade protetora cruzada como outros adenovírus, o cav-1 é resistente ás desinfecções ambientais, podendo sobreviver durante dias a meses no ambiente, dependendo da temperatura e umidade a infectividade do cav-1 pode ser destruída pelo aquecimento a uma temperatura de 56 e ordemc e os compostos quaternários de am e ônia inativam sua infectividade em 10minutos dentre os animais domésticos só o cão é sensível como é uma enfermidade muito semelhante ácinomose, uma forma de reconhecer o vírus é que se inoculado no fur?o, ele não adquire a doença, mas o vírus da cinomose é patog?nico para o fur?o a infecção com a hcc independe do sexo ou da raça do cão observa-se, entretanto, que a maior parte dos cães se contamina com o vírus da hepatite na fase jovem, até os 6 meses de idade, apesar de não serem incomuns casos em animais adultos a grande maioria dos cães se infecta, mas não adoece a mortalidade é baixa, cerca de 10% as principais fontes de infecção são a urina, fezes, sangue saliva de cães enfermos, mas também se pode adquirir a hcc através dos alimentos e água contaminados pelo vírus cães que se recuperam da doença podem eliminar o vírus pela urina até por um ano observou-se que insetos hematófagos (sugadores de sangue) são transmissores do vírus da hcc na fase aguda, o vírus pode ser isolado de todos os tecidos e secreções do animal, mas após umas duas semanas só é encontrado no rim e na urina as vias de infecção do cav-1 são a digestiva e a respiratória sofre réplica nas amígdalas e linfonodos regionais e através do ducto torácico passa para a corrente sanguínea estabelecendo a viremia do sangue, há rápida disseminação para os tecidos do organismo, secreções como a saliva, urina e também as fezes para que o vírus da hcc se estabeleça com toda sua patogenicidade é necessário que a taxa de anticorpos do cão seja pequena as lesões celulares que podem ser observadas no fígado, rins e olhos estão associadas aos efeitos citotóxicos desses vírus cerca de 20% dos cães infectados sofrem sintomas oculares e são acometidos por uma uveíte, podendo levar até a um glaucoma no fígado, as lesões podem ser muito intensas, caso o nível de anticorpos do cão esteja baixo, provocando uma morte aguda devido á gravidade da hepatite nos rins, o vírus da hcc inicialmente provoca necrose dos endotélios dos vasos do glom e érulo e depois, ao redor de 10 a 14 dias instala-se nos epitélios tubulares e nos vasos do par?nquima, causando uma nefrite intersticial e uma nefrose, estabelecendo-se então a vir e úria, isto e é, a eliminação do vírus pela urina

Policlnica Veterinria de Cotia Av. Ralf Boli, 25 Granja Carolina, Cotia SP Tel.: 11 46162677

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletVou bater asas

bulletO assassinato do camarão

bulletCobra Venenosa

bulletA lebre e a tartaruga xuxa

bulletRock das aranha



Dicas Veterinárias:

bulletO cão idoso

bulletManqueira dos cavalos

bulletYersinia pestis em cães

bulletDermatomiosite em cães

bulletBanho demais faz mal



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Roberta Basile. Médica Veterinária CRMV/SP 31852 http://www.equinocare.com.br>

bullet Magda Izidio de Souza, Médica Veterinária>

bullet ana cláudia de souza andrade gatil gatto dimaili rua tarobá,95 - jdmaria luiza - cascavel, pr fones: (45)222-8797/9965-9935 >

bullet Manuelle Audino Rodrigues de Sá Médica veterinária CRMV 25073 fisiopet@yahoo.com.br>

bullet Dan Wroblewski www.bordercollie.com.br dw@parquecanino.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletTubarao i

bulletRin tin tin - o filme

bulletCondorman - o homem pássaro (condorman)

bulletBenji - um amigo especial

bulletO cachorro que salvou o natal (the dog who saved christmas)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletMarley e eu

bulletLivro dos passaros magicos, o

bulletLivro de banho galinha pintadinha

bullet97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletO cachorro e o lobo

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos