Home Page > Dicas Veterinárias > Dificuldades de deglutição em cães

Dificuldades de deglutição em cães


Disfagia em cães

Disfagia, o termo médico dado a dificuldade em engolir, pode ocorrer anatomicamente como disfagia oral (na boca), disfagia faríngea (na faringe se), de disfagia cricofaríngea (na outra extremidade da faring entrar no esôfago).

Sintomas e tipos de

Oral disfagia pode ser causada por paralisia da mandíbula, paralisia da língua, doenças dentárias, inchaço ou definhamento dos músculos da mastigação, ou por uma incapacidade de abrir a boca. Animais com disfagia oral, muitas vezes comem de uma forma alterada, tais como a inclinação da cabeça para um lado ou jogando a cabeça para trás enquanto come. Alimentos embalados nas dobras bochecha da boca sem saliva também são sinais típicos de disfagia oral.

Disfagia faríngea é quando o cão pode pegar comida, mas deve repetidamente tentativa de ngolir enquanto flex?o extensão da cabeça e pescoço, mastigação excessivamente ngasgos. Quando o alimento é retido nas dobras bochecha da boca, saliva é revestido. Há um reflexo de vômito diminui e pode haver descarga snotty do nariz.

Com disfagia cricofaríngea o cão pode ter sucesso na deglutição após várias tentativas, mas depois ele gags, tosses e forçosamente lança seu alimento back up. Ao contrário de disfagia faríngea, o reflexo de vômito é normal. Animais que sofrem de disfagia cricofaríngeo são frequentemente muito fina.

Causas

Anatômica / mecânica causas:

Inflamação da faringe
Devido a abscesso
Crescimentos inflamatória
Tecido na boca s ncheu de glóbulos brancos e macrófagos modificados (as células do corpo que comem bactérias)
Alargamento dos gânglios linfáticos por trás da faringe
Câncer
Corpo estranho
Um bolso de saliva que está drenando para o corpo
Distúrbios da articulação da mandíbula, devido á fratura ou luxação (em que a mandíbula deslize para fora do comum)
Fratura maxilar inferior
Fenda palatina - malformação no céu da boca
Desordem fr?nulo da língua - uma pequena dobra de tecido sobre a língua
Trauma / lesão na boca

Disfagia causada pela dor:

Doenças dentárias(g, fraturas de dentes, abscesso)
Trauma mandibular
Inflamação da boca
Inflamação da língua
Inflamação da faringe

Causas neuromusculares:

Craniana déficits do nervo
Danos ao nervo trig?meo (o nervo que estimula os músculos para a mastigação)
Língua paralisada - danos ao sétimo nervo, o nervo que controla os músculos faciais
Inflamação dos músculos da mastigação

Fraqueza ou da faringe provoca paralisia:

Polimiosite infecciosas (por exemplo. Toxoplasmosis, Neosporose)
Imunomediadas polimiosite (inflamação muscular hereditária causada por uma doença imune)
Distrofia muscular
Polineuropatias - problemas com múltiplos nervos
Mioneural distúrbios junção (quando os nervos não recebem o sinal para acionar os músculos para agir); Eu, Miastenia gravis, Tick Paralisia, botulismo)

Causas neurológicas:

Raiva
Outros distúrbios cerebrais

Diagnóstico

Você vai precisar dar uma história completa da saúde do seu cão, início dos sintomas, e possíveis incidentes que possam ter levado a essa condição, tais como doenças recentes ou lesóes. Seu veterinário irá solicitar exames de padr?o, incluindo um perfil químico no sangue, um perfil de sangue completo e um exame de urina. Estes testes ir?o indicar se o seu animal de estimação tem uma doença infecciosa, doença renal ou de uma lesão muscular. Durante o exame físico é fundamental que o veterinário distinguir entre vômitos e disfagia. Vômitos envolve contrações abdominais enquanto disfagia não.

Seu veterinário pode também tirar sangue para executar testes de laboratório para doenças inflamatórias dos músculos da mastigação, como miosite dos músculos mastigatórios, bem como para miastenia grave, doenças auto-imunes, hiperadrenocorticismo e hipotireoidismo.

Seu veterinário terá de raios-X e imagens de ultrassom do crânio do seu cão e do pescoço para inspecionar para qualquer anormalidade. Um ultra-som da faringe vai ajudar o seu veterinário para visualizar massas e ajudar a retirar amostras de tecido, se necessário. Se o seu veterinário suspeita que seu cão tem um tumor no cérebro, uma tomografia computadorizada (CT) digitalização e / ou ressonância magnética (MRI) será usado para localizar o tumor e determinar sua gravidade.

Tratamento

O tratamento dependerá da causa subjacente da disfagia. Se os problemas do seu cão com a alimentação est?o sendo causada por uma anomalia da boca (oral, disfagia), você vai precisar para alimentar seu cão, colocando uma bola de comida na parte de trás de sua garganta e ajudando-o a engolir. Pacientes que sofrem de disfagia faríngea ou cricofaríngeo pode ser ajudado a comer, levantando a cabeça e pescoço durante a deglutição. Se o seu cão não pode manter um peso corporal boa, seu veterinário pode optar por inserir um tubo no estômago. Se um corpo de massa ou estrangeira está presente devido ao seu cão engolir, cirurgia pode ser necessária para remov?-lo.



internet

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletLadeira do boi genival lacerda eu vi maria na ladeira do boi eu perguntei maria pra onde foi maria trazia um pote quando me avistou deu um tombo de um jeito que o pote quebrou ai maria quanto tempo eu não te vejo cadê meu abraço maria cadê meu beijo m

bulletO menino e o cachorro abel e caim

bulletChora viola / pagode em brasília / a coisa tá feia

bulletJardim da fantasia

bulletHomem-aranha



Dicas Veterinárias:

bulletBanho e tosa

bulletDicas para educar o seu filhote

bulletDesordem nervosa que afecta múltiplos nervos em cães

bulletCuidado com as unhas do seu cachorro

bulletProtocolo de vacinação de cavalos



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Bruno Tausz(Etólogo)>

bullet Gislaine Nonino Rosa CRMV 11291 Kingdom Pet Shop Av. Moraes Salles. 3183 Nova Campinas Campinas Fone: 32941126 / 32526885 / 91226711>

bullet Kadu Camargo Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, responsável pelo G.E.R.E. (Grupo de Estudos em Reprodução Equina PUCPR); Doutorando do Programa de Pós Graduação em Medicina Animal: Equinos, na área da Reprodução Equina da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). E mail: kaducamargo@gmail.com Leia mais sobre esse assunto em https://www.revistahorse.com.br/imprensa/cuidados durante a gestacao de eguas os primeiros 60 dias sao os mais criticos/20170410 175102 j086>

bullet dra ayne murata hayashi
mé dica veterinária
crmv: 6378
campinas (19) 3294-3377,
valinhos (19) 3849-2522
são paulo (19) 9742-2665 aynemurata@ig.com.br>

bullet Dalva Marques http://www.infohorse.com.br/2018/03/18/a marcha dos muares/>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletMadagascar iii

bulletGatos, fios dentais e amassos (angus, thongs and perfect snogging)

bulletAnimais unidos - jamais serão vencidos

bulletBenji - um amigo especial

bulletO corcel negro



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletGato que gostava de cenoura

bulletMarley e eu

bullet97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletO cachorro e o lobo

bulletQuem e mais feliz: voce ou o seu cachorro?

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos