Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > A superprodução de glóbulos brancos na medula óssea em cães

Compartilhe em suas redes sociais:

A superprodução de glóbulos brancos na medula óssea em cães


Hipereosinofílica síndrom em cães

Hipereosinofílica síndrome é uma doença de causa desconhecida, caracterizada por eosinofilia persistente em ; superprodução sustentada de osinófilos (glóbulos brancos do sistema imunológico) na medula óssea. Contudo, sua causa suspeita é um link para uma reacção grave a um antígeno não identificado, ou comprometimento da resposta imunológica e controle da produção de osinófilos. Esta é a síndrome de um sistema multi-, com a invasão dos tecidos por eosinófilos e danos subsequentes e disfunção de órg?os. Frequentemente tem um desfecho fatal.

Danos a órg?os pode resultar dos efeitos de produtos granulados de osinófilos e de osinófilos derivados citocinas, uma categoria de proteínas reguladoras que são liberadas pelas células do sistema imunológico aos tecidos. Locais comuns de infiltração incluem o trato gastrointestinal (especialmente o intestino eo fígado), dumps, medula óssea, pulmóes, e linfonodos (especialmente os da área abdominal).

Sítios menos comuns de infiltração incluem a pele, rim, coração, tiróide, glândulas supra-renais e pâncreas. Esta condição é rara em cães, Rottweilers, mas podem ser predispostas.

Sintomas

Letargia
Febre
Perda de apetite (anorexia)
Vômitos e diarréia intermitente
Perda de peso
Emagrecimento
Aumento do fígado e baço
Espessada (difusa ou segmentar) intestino que não é dolorosa
Massas abdominais
Prurido e apreens?es (com menos frequência)
Linfadenopatia mesentérica e possivelmente periféricos (inchaço dos gânglios linfáticos na regi?o abdominal ou em outras áreas do corpo)
Les?es de massa causada por granulomatosa eosinofílica (massas de tecido inflamado) envolvendo os nódulos linfáticos e / ou órg?os

Causas

A causa da síndrome hipereosinofílica é desconhecida. Contudo, acredita-se ser causado por uma reacção grave a uma base subjacente, ainda estímulo antig?nico não identificáveis, que pode ser composto de duas linhagens diferentes de um vírus.

Diagnóstico

O exame veterinário será composto de trabalhos de laboratório padr?o, incluindo um perfil de sangue completo, química perfil sangue, um hemograma completo, e um exame de urina. Você vai precisar dar uma história completa da saúde do seu cão e início dos sintomas. Diagnósticos adicionais irá incluir uma aspiração da medula óssea e / ou biópsia das células, e uma biópsia do órg?o afetado ou massa. É típico para os resultados do teste de sangue para mostrar aumento da quantidade de vários tipos de glóbulos brancos, mais notavelmente leucocitose (leucócito), basofilia (basófilos), osinofilia (eosinófilos). Os resultados dos exames de sangue também pode mostrar condições an?micas, eo perfil bioquímico podem apresentar alterações em caso de disfunção orgânica.

Diagnóstico por imagem podem ser úteis para determinar a extensão dos danos de órg?os, bem. Contraste radiográfico, que utiliza uma injeção de um agente radiocontrasting para a área a ser visto, pode ser usado para melhorar a visibilidade dos órg?os internos. Estes raios-X pode mostrar intestinos espessada e anormalidades no revestimento do intestino. Outros achados podem ser hiperplasia reativa (aumento anormal) dos gânglios linfáticos devido á infiltração de osinófilos, e fibrose (tecido conectivo fibroso excessivo) e trombose (coagulação nas artérias) que envolve o coração.

Tratamento

Longo prazo a terapia de manutenção ser?o empregadas para controlar ou reduzir os danos eosinofiliaórg?o. Alta concentração sérica de imunoglobulina (a fração do soro do sangue que contém anticorpos) pode significar uma boa resposta ao tratamento com prednisona, um corticosteróide dado para reduzir a inflamação, e, portanto, um melhor prognóstico. Prednisona pode ser eficaz na produção de osinófilos suprimindo. Em alguns casos, a quimioterapia pode ser apropriado para a síntese de DNA inibindo, na realidade, reduzindo a reprodução das células. Infiltração tecidual maciça pode impedir o tratamento e geralmente leva a um prognóstico ruim.



internet

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletBichos Grandes E Pequenos

bulletVou bater asas

bulletSentimental eu fico

bulletVendedor de Jumento

bulletGatinha Manhosa



Dicas Veterinárias:

bulletProteína x energia

bulletCocô nos vasos

bulletAlergia a animais domésticos: o que fazer?

bulletOs benefícios da zooterapia

bulletTesticular inchaço em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet M.V Helena Monkevic Casarin 19 993353793>

bullet Marco Antonio Gioso FMVZ USP>

bullet Eng Agrônomo André Fabbrocini Gonçalves, atua na área de manejo de pastagem, segurança dos animais, nutrição, desenvolvimento de projetos http://www.andrefabbrocini.com.br/ (11) 93829722 e (11) 77435504 e nextel 96*40594>

bullet Dr. Carlos Artur Lopes Leite é médico veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Micologia Médica pela Carl von Ossietzky Universität (Alemanha). É também mestre em Medicina e Cirurgia Veterinárias pela UF>

bullet Flávia Raucci Facchinihttp://www.infohorse.com.br/2018/05/07/a criacao de cavalos paixao e zelo/>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBud, o cão amigo - air bud

bulletJurassic park ii

bulletQualquer gato vira-lata

bulletNo olho do gato (dans l oeil du chat)

bulletMulher-gato (catwoman)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletUm gato entre os pombos

bulletO selo da agonia - livro dos cavalos

bulletExplicação dos pássaros

bulletO gato que falava com fantasmas

bulletAtlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos