Home Page > Dicas Veterinárias > Epilepsia canina ? os perigos e os cuidados com essa doença

Epilepsia canina ? os perigos e os cuidados com essa doença


Saiba como lidar com a epilepsia canina e como saber se seu cão tem essa doença

Cães est?o sujeitos a ter vários problemas parecidos com os humanos, e a epilepsia é um desses possíveis problemas. A epilepsia canina é mais comum do que se imagina, e cães com essa condição geralmente tem uma vida normal como qualquer cão, só precisam de mais cuidados e atenção do dono.

Aepilepsia caninaé uma doença que pode ter várias causas e sintomas, e também pode adquirir vários níveis. Ela é, basicamente, uma ação anormal das descargas elétricas que o cão tem no cérebro, e causam espasmos e convulsóes. Aprenda como lidar com isso.


LEIA TAMBEacute;M:Saúde do Cachorro em Detalhes


A epilepsia em cães não é igual em todos os casos

Como várias doenças existentes, aepilepsia em cãestem causas e níveis diferentes. A primeira coisa a saber sobre essa doença é que ela pode ser tanto genética como adquirida.

A epilepsia primária, ou genética, é uma condição que o cão já nasce possuindo, ela geralmente se manifesta após os 3 anos de idade. Ela é rara e os casos mais comuns são emanimais de raça pura, que tem tend?ncia maior a manifestarem essa doença devido á consanguinidade.

Já a epilepsia secundária, ou adquirida, pode ocorrer em qualquer cão, ela é consequ?ncia de algum trauma físico, como envenenamento ou até uma batida forte na cabeça. Ela pode acontecer em qualquer idade.

epilepsia-canina

Eacute; importante o dono perceber seseu cão pode estar sofrendo uma convulsãoou ataque pilético e com que frequ?ncia, pois aepilepsia em cachorrospode ser também sinal de algum tumor cerebral ou alteração no cérebro, o que deve ser imediatamente tratado.


Como identificar a epilepsia canina

Aepilepsia em cãespode se manifestar em vários níveis, desde pequenos espasmos e comportamentos estranhos, até ataques fortes com convulsão. Se o cão está espumando demais ou parecendo tonto e sem controle do próprio corpo, ele pode estar tendo um ataque piléptico leve, eprecisa ser levado ao veterinário.

Em ataques mais graves, o cão cai de lado no ch?o, espumando, e fica sem controle dos próprios membros, como s estivesse tendo vários espasmos fortes ao mesmo tempo. Nessa situação, é bom manter a calma e garantir que seu cão não se machuque durante o ataque, sem mov?-lo enquanto estiver forte, para ele não se afogar ou morder a língua. A ida ao veterinário é imprescindível, pois o médico irá observá-lo e medicá-lo corretamente.

Em primeiras ocorr?ncias, dependendo do nível do ataque piléptico, o animal é medicado com medicamentos anticonvulsão e calmantes, e vai ficar em observação. Se o ataque ocorrer mais vezes, ele deverá manter o medicamento até quando o veterinário achar necessário.

Algunscães epilépticosdemoram meses para ter outro ataque, são casos mais eleves e que só precisam de observação. Cães com ataques mais frequentes e severos geralmente tomam remédios para tratar pelo resto da vida, mas isso não altera sua personalidade ou sua capacidade mental e física.

epilepsia-caes


Cuidando de um cão epiléptico

Primeiramente, o dono de umcão epilépticoprecisa ouvir e atender a todas as recomendações de um veterinário, que saberá o nível da doença e como o dono deve agir. Como conselho geral de qualquer caso, a observação é o maior conselho de todos, principalmente se o cão não toma medicação. N?o é aconselhável deixá-lo sozinho por muito tempo.

Profissionais não indicam o cruzamento decães com epilepsia, pois a doença é genética e hereditária. Também não é indicado que cães epilépticos façam atividades em piscinas sem uma supervisão severa, porque podem ter ataques e se afogarem muito facilmente.

Os remédios para epilepsia também causam muito sono, esse é outro fator que impede que pratiquem longas atividades em piscinas. Principalmente no início da medicação, o cão se sente mais elento e com sono, o que com o tempo vai acabar passando ele se acostumará com a medicação.

Tome nota: sempre que cães epiléticos forem passar por uma anestesia geral, o veterinário anestesista deve estar ciente do quadro, para uma melhor escolha das medicações de forma que elas não causem dano á saúde do animal.

Como qualquer doença crônica, aepilepsia caninaexige cuidado e atenção do dono. Assim como visitas regulares ao veterinário. Mas é sempre bom lembrar que cães epilépticos tem uma vida comum como qualquer outro cão, são ativos e gostam de se divertir. O dono só precisa aprender a lidar com isso.

  • Categorias:


  • Saúde do Cachorro

  • Tags:


  • cachorros, cães, canina, cuidados, doenças, epilepsia, pets, saúde, sintomas


ATENÇ?O:Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado.Clique aqui ncontre um fornecedor próximo a sua casa.


AnteriorTraumas de cachorros com coleiras Como tratar

PróximoCastração de gatos em todos os detalhes

SOBRE O AUTOR:

Fábio

Fábio Toyota

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Mé dica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Mé dica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h.



http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/epilepsiacanina/

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletÚltimo pau de arara

bulletRiacho do navio

bulletBorboletas

bulletO menino da porteira

bulletComo um cão



Dicas Veterinárias:

bulletCorrimento nasal nos cães

bulletIluminação em um aquário de corais

bulletTranstornos da articulação temporomandibular em cães

bulletDesordem da medula espinhal causada por vaso sanguíneo bloqueado em cães

bulletTumores



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet M.V. Arthur César Ferreira Av. Brasil 1772, Jd. Chapad?o Campinas/SP * ATENDIMENTO 24HRS * (ao Lado do posto Shell cruzamento com a Imperatriz Leopoldina x Francisco josé de Camargo Andrade) (19) 3212 2601 // (19) 9822 >

bullet tatiana lermontov - fr? 8331- rj fonoaudióloga, psicomotricista, eerapeuta al 24 de outubro 78 icaraí - niterói - rj (21) 2611-5626 / 9691-6646 centro de eqerapia pratique>

bullet Keila Regina de Godoy>

bullet André Galv?o Cintra, MV, Prof. Esp. CRMV SP 6765 VicePresidente ABCC Bret?o. email: andre@vongold.com.br. Site: www.vongold.com.br >

bullet Ag?ncia de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas ADEAL >



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBud, o cão amigo - air bud

bulletUm peixe fora d água (mr baseball)

bulletMadagascar iii

bulletCondorman - o homem pássaro (condorman)

bulletFlipper (1996)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPasso, trote, galope - uma familia e seus cavalos

bulletCrianca, cachorro que fala!

bulletUrologia e nefrologia do cão e do gato

bulletVira-lata? não! também sou cachorro

bulletLivro de banho galinha pintadinha

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos