Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Donos de primeira viagem devem mudar hábitos ao adotar cão ou gato

Donos de primeira viagem devem mudar hábitos ao adotar cão ou gato


A decisão de levar um animal de estimação para casa vai além de se decidir sobre sexo, porte ou raça do novo mascote. Antes de recebê-lo em casa, é preciso tomar alguns cuidados e até mudar hábitos.

O primeiro deles, orienta a veterinária Adriana Oliveira Reis, é livrar a casa de qualquer veneno “caseiro&rdquo, como os que combatem ratos, baratas ou formigas. O dono “de primeira viagem” também precisa verificar se as plantas ornamentais da casa são tóxicas ou não, pois elas podem matar.

“Filhotes são muito curiosos. Tudo para eles é novidade&rdquo, diz a veterinária Giuliana Tessari, da Pet Center Marginal. “Um filhote vê um fio elétrico e vai querer brincar. E muita gente costuma deixar o carregador de celular ligado direto na tomada, por exemplo. É um risco. Já se o novo animal for um adulto, ele vai ver o fio e provavelmente não vai ligar tanto&rdquo, completa Giuliana, que sugere ainda colocar rede de proteção nas janelas, principalmente no caso de gatos.

Depois de preparar a casa para a chegada do novo morador, é hora de montar o enxoval, seja para filhote ou adulto. Ração adequada, vasilhas e uma caminha para dormir estão entre os itens essenciais. Para a gerente de marketing Suemi Fucato, de 43 anos, este foi um dos preparativos mais divertidos e mais caros também.


“Logo que adotei, comprei tigelinhas, ração, caminha e mantinha. Gastei acho que uns R$ 250 de uma vez&rdquo, relembra a dona dos gatos Ozzy e Greta, que não têm raça definida mas ganharam, há cerca de um ano, um lar e dona dedicada.

Nos preparativos para adoção, Suemi também começou a ler livros e blogs sobre gatos. “Eu queria estar preparada e saber o tamanho da ‘encrenca’ que me esperava&rdquo, conta, aos risos. Foi graças a essa busca por informação que ela se livrou da planta ornamental que tinha em casa. “Não sei se era venenosa ou não, mas não quis arriscar.”


Primeiras noites
Quem leva um filhotinho de cachorro para casa precisa se preparar para o choro das primeiras noites de casa nova. A veterinária Giuliana sugere pegar uma camisa usada pelo dono e colocar na caminha dele para que o filhote não se sinta tão só. “Não tem jeito, na primeira noite ele vai chorar mesmo porque estava acostumado à companhia dos irmãos ou da mãe. Já gatos não têm esse problema”.

Para tornar a noite mais confortável, Giuliana também sugere encher uma garrafa plástica com água morna e colocá-la dentro da camisa. “Só precisa ter cuidado com a temperatura, que deve ser de, mais ou menos, 38º C. A água não pode estar muito quente&rdquo, alerta.

Por mais que o primeiro impulso seja ir para perto do filhote logo que ele começar a choramingar ou levá-lo para dormir na cama com o dono, a veterinária Giuliana orienta que isso só deve ser feito se for se tornar uma rotina.

Saúde
Receber o bichinho com comida, água e carinho não é essencial, mas não é suficiente, de acordo com a veterinária Adriana Oliveira Reis. Cuidar da saúde do cão ou do gato é imprescindível para garantir o bem-estar. Entre as orientações da profissional está uma visite ao veterinário para os primeiros cuidados médicos, como vermifugação e vacinas.

“O animal precisa ter o acompanhamento do veterinário porque as vacinas não são dadas de uma vez&rdquo, esclarece Adriana, que ainda sugere a castração. “Cachorros e gatos vivem por muitos anos, e é preciso cuidar do bem-estar deles durante toda a vida.”

Alexandre Domingues

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletOs três boiadeiros japoneses

bulletTem boi na linha

bulletCanta, brasil

bulletAnfibios malditos

bulletJulieta tá



Dicas Veterinárias:

bulletDança com cães

bulletVai viajar ?

bulletEscovas para escovação

bulletMorte e luto: o que fazer quando o cachorro/gato morre?

bulletO câncer de língua (carcinoma de células escamosas) em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Américo F. Pelicioni, CRF: 29.670 >

bullet Agencia de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas ADEAL >

bullet Rafael Claro Marques (CRMVSP 18.849) é médico veterinário e pósgraduado em Clínica Médica de Pequenos Animais dr.rafael@clinicapontegrande.com.br>

bullet monica gil www.monijil.nom.br/canil caocia@globocom fone: (21) 2260 9427 >

bullet Katherine P. Colomba>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBatman (1966)

bulletThe dark knight (2008)

bulletSoltando os cachorros (the shaggy dog)

bulletAquele gato danado (that darn cat!)

bulletGodzilla



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPasso, trote, galope - uma familia e seus cavalos

bulletUrologia e nefrologia do cão e do gato

bullet97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletO gato e a revolução

bulletO gato que falava com fantasmas

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos