Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Saiba como armazenar o frango mantendo seus nutrientes e evitando contaminação

Compartilhe em suas redes sociais:

Saiba como armazenar o frango mantendo seus nutrientes e evitando contaminação


De acordo com a ABPA, são consumidos 41,9 kg da proteína por habitante anualmente

 

A carne de frango está frequentemente presente nas mesas dos brasileiros. De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), são consumidos 41,9 kg da proteína por habitante anualmente. Essa preferência é resultado do alto valor nutricional e acessibilidade à população. Entretanto, é preciso alguns cuidados após a compra, pois o não armazenamento correto da proteína pode resultar em perda de nutrientes e até mesmo gerar uma contaminação da proteína. O gerente de qualidade da GTFoods, Dione Cazanti, dá algumas dicas de qual a melhor forma de realizar esse processo.

 

Devo ou não lavar o frango?

 

Essa é uma dúvida comum entre os consumidores: lavar ou não lavar o frango antes de preparar? Dione explica que a lavagem do alimento não é aconselhável. “Cada alimento tem a sua microbiotaactéria natural, assim como nós, humanos. Esses microrganismos não causam nenhum risco ou perigo a saúde do consumidor. Quando o frango vem do processo produtivo ele já está com a sua carga microbiana controlada devido a todo controle de processo que os abatedouros possuem e monitoram através de seus planos de autocontrole . Quando o produto chega na casa do consumidor, ele chega em condições adequadas de qualidade, pronto para ser preparado e consumido”, relata.

 

Mas o que acontece ao lavar o frango? Nesse caso, o gerente de qualidade explica que o grande problema está na contaminação cruzada. “Quando você faz o processo de lavagem, pode transferir os microrganismos do frango para algum outro alimento que você esteja preparando e o contaminar, como por exemplo, alguma verdura. Na carne do frango algumas bactérias são comuns, mas as mesmas bactérias na verdura que é consumida crua pode causar intoxicações alimentares. O mesmo cuidado se deve ter com a bancada da cozinha e utensílios utilizados”, explica.

 

Problemas em descongelar e congelar novamente

 

Outro erro comum apontado por Cazanti está no processo de descongelar o produto e congelar novamente. O ideal é não fazer isso, pois existe uma temperatura específica adequada para a carne. Com a oscilação desse padrão de temperatura, os microrganismos se multiplicam de maneira acelerada. Assim o produto pode estragar e causar intoxicação caso ingerido.

Para evitar que isso ocorra o profissional dá algumas indicações. “O ideal é optar por embalagens menores, comprando assim, somente o que já será consumido. Outra opção seria os produtos IQF, ou seja, pacotes com os cortes congelados individualmente, onde as peças congeladas não ficam grudadas uma na outra. Dessa forma, por exemplo, é possível abrir a embalagem, pegar uma ou duas peças de produto e deixar o restante congelado”, ressalta Dione.

 

Embalagem

 

Dione explica que não há contraindicações quanto ao plástico em que o frango foi adquirido, podendo ser colocado no congelador nesse formato. “Porém, por uma questão higiênica, indico que ao chegar em casa seja passado um pano com álcool. Dessa forma, a embalagem ficará limpa evitando qualquer risco de bactéria que possa estar na embalagem. Dentro do pacote o produto permanece com suas características e está conservado e protegido”, orienta.

 

 

Além disso, é importante seguir à risca às orientações contidas na embalagem do frango:

 

· Mantenha refrigerado ou congelado;

· Descongele somente no refrigerador ou micro-ondas;

· Mantenha o produto cru separado de outros alimentos;

· Lave com água e sabão as superfícies de trabalho (incluindo as tábuas de corte), utensílios e as mãos após manusear o produto cru;

· Consuma apenas após frito, assado ou cozido completamente.



Fonte da Notícia: Assessoria de Imprensa GTFoods



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletPlasticidade fenotípica

bulletAlergia a animais domésticos: o que fazer?

bulletDegeneração da medula espinhal ? rottweilers

bulletInstalações para hamsters

bulletComedouros e bebedouros: escolha o melhor para seu pet!


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Débora Carvalho Meldau

bullet Roberto Delort A. Leite e Laura Celi de Souza Silva 

bullet Dr. Luiz Bolfer formou se em Medicina Veterinária no Brasil e mudou se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emergência e Cuidados Intensivos em cães e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clínica Médica e Cirúrgica Veterin

bullet Rita Ericson http://bichosaudavel.com/anestesia-em- caes-e-gatos/

bullet Claudia Niemeyer (11) 77130407 claudia@veterinariaaves.com.br www.veterinariaaves.com.br

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletLeilão

bulletPedras Que Cantam

bulletFeliz pra cachorro 5 à seco

bulletAnunciação

bulletTenente bezerra

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletTarzan

bulletBingo - esperto pra cachorro (bingo)

bulletCaninos brancos

bulletHarry, o amigo de tonto

bulletBatman forever (1995)


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletAves-simbolos dos estados brasileiros, as

bulletGato viriato

bulletSinopse do livro 97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletA princesa e o sapo

bulletQuem e mais feliz: voce ou o seu cachorro?

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos