Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Raças & Espécies > Cães > Pug

Compartilhe em suas redes sociais:

Pug

pug

País de origem: China
País Patrono: Grã-Bretanha
Nome no país de origem: Pug
Utilização: Companhia
Sem prova de trabalho
RESUMO HISTÓRICO: uma certa quantidade de especulação existia sobre a
origem desta raça, que parecia ter vindo do Oriente. Seu país de origem é listado
como a China, onde os cães de nariz (trufa) arrebitado sempre foram favorecidos.
Ele encontrou o seu caminho para a Europa com os comerciantes da Companhia
Holandesa das Índias Orientais e desde o ano de 1500 já eram admirados nos
Países Baixos. Na verdade, o Pug se tornou o símbolo para os patriotas reais. O
Pug chegou à Inglaterra quando Guilherme III subiu ao trono. Até 1877 a raça
era vista apenas na cor fulvo, mas nesse ano um casal preto foi introduzido a
partir do Oriente.
APARÊNCIA GERAL: decididamente quadrado e robusto, ele é “multum in parvo”
(muito em pouco, ou seja, cão compacto e atarracado), como mostra sua forma
compacta, suas bem ajustadas proporções e sua musculatura rija, mas nunca deve
apresentar patas curtas nem ser magro e pernalta.
PROPROÇÕES IMPORTANTES: decididamente quadrado e robusto.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: de grande charme, dignidade e
inteligê;ncia. Equilibrado, feliz e muito disposto.
CABEÇA: relativamente larga e proporcional ao corpo, redonda, não em forma
de maçã.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: sem sulcos. Rugas na testa claramente definidas, mas sem exagero.
REGIÃO FACIAL
Trufa: preta, com narinas razoavelmente grandes e bem abertas. Narinas apertadas
e rugas sobre a trufa excessivamente pesadas são inaceitáveis e devem ser
severamente penalizadas.
Focinho: relativamente curto, truncado, quadrado, não arrebitado. Olhos ou focinho
nunca devem ser negativamente afetados ou encobertos por rugas excessivas
sobre a trufa.
Maxilares / Dentes: ligeiramente prognata inferior. Mandíbula larga com os incisivos
quase em uma linha reta. Torção de mandíbula, dentes ou língua à mostra são altamente
indesejáveis e devem ser severamente penalizados.
5
Olhos: escuros, relativamente grandes, de formato redondo, expressão doce e
afetuosa, muito brilhantes e quando o cão está excitado, cheios de fogo. Nunca
salientes, exagerados ou mostrando o branco dos olhos quando olhando para a
frente. Livre de problemas oculares óbvios.
Orelhas: finas, pequenas, macias como veludo preto. Há dois tipos:
• orelha em rosa: pequena, caída, que se dobra para trás e descobre o pavilhão
auditivo externo;
• orelha em botão: caída para frente, a extremidade junto ao crânio, de maneira a
cobrir o orifício da orelha. A preferê;ncia é dada à última.
PESCOÇO: ligeiramente arqueado para se assemelhar a uma crista; forte, grosso,
com suficiente comprimento para portar a cabeça orgulhosamente.
TRONCO: curto e compacto.
Dorso: linha superior plana; nem selada, nem carpeada.
Peito: largo e com boas costelas. Costelas bem arqueadas e bem voltadas para
trás.
CAUDA: inserida alta, firmemente enrolada sobre o quadril. Enrolada duplamente é
altamente desejável.
MEMBROS
Anteriores
Ombros: bem inclinados.
Antebraços: pernas muito fortes, retas, de comprimento moderado, bem colocadas
debaixo do corpo.
Patas: não tão compridas quanto os “pés de lebre” e nem tão redondas quanto os
“pés de gato”; dedos bem separados; unhas pretas.
Posteriores
Aparê;ncia geral: pernas muito fortes, de comprimento moderado, bem debaixo do
corpo, retas e paralelas, quando vistas por trás.
6
Joelhos: bem angulados.
Patas: não tão compridas quanto os “pés de lebre” e nem tão redondas quanto os
“pés de gato”; dedos bem separados; unhas pretas.
MOVIMENTAÇÃO: vistas de frente, as pernas anteriores devem se movimentar
bem debaixo dos ombros; as patas bem direcionadas para frente, não virando nem
para dentro nem para fora. Vistas por trás, a ação deve ser igualmente correta. Usa os
anteriores com grande força, colocando-os o mais à frente possível, com os posteriores
se movendo livremente, fazendo um bom uso dos joelhos. Um ligeiro “roll” dos
posteriores é típico dos seus movimentos. Capaz de movimento determinado e
constante.
PELAGEM
Pelo: fino, liso, macio, curto e brilhante, nem áspero, nem lanoso.
COR: prata, abricó, fulvo ou preto. Cada uma claramente definida para fazer um
completo contraste entre as cores, o traço (uma linha preta que se estende do occipital
até a cauda) e a máscara. Marcas claramente definidas. O focinho ou máscara,
orelhas, sinais nas bochechas, marca do polegar ou diamante na testa e o traço
devem ser o mais preto possível.
PESO: 6,3 kgs a 8,1 kgs. Deve ser forte e musculoso, mas substância não deve ser
confundida com sobrepeso.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como
falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos sobre a saúde e
bem estar do cão.
FALTAS DESQUALIFICANTES
• agressividade ou timidez excessiva.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de
comportamento deve ser desqualificado.
NOTA:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparê;ncia normal, bem
desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletCoceiras

bullet4 passos para seu cão virar amigo da escova de dentes

bulletModalidade equestre team penning

bulletProjeto de equoterapia atende pessoas com deficiência em tiet?

bulletIntoxicação por produtos petrolíferos em cães


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet CEPAV Centro de Patologia Clínica Veterinária Ltda. Rua Tanabi, 185 Água Branca São Paulo SP. CEP. 05002 010 Tel.: (11) 3872 9553

bullet Kadu Camargo Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, responsável pelo G.E.R.E. (Grupo de Estudos em Reprodução Equina PUCPR); Doutorando do Programa de Pós Graduação em Medicina Animal: Equinos, na área da Reprodução Equina da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). E mail: kaducamargo@gmail.com Leia mais sobre esse assunto em https://www.revistahorse.com.br/imprensa/cuidados durante a gestacao de eguas os primeiros 60 dias sao os mais criticos/20170410 175102 j086

bullet Sergio Lobato www.sergiolobato.com.br

bullet Policlnica Veterinria de Cotia Av. Ralf Boli, 25 Granja Carolina, Cotia SP Tel.: 11 46162677

bullet Roberto Haddad
Whatsapp (11) 999349776
Criatório de Canários Scotch Fany / Yorkshire em Sorocaba-SP
Instagram: http://www.instagram.com/canarilsherwood
Facebook: https://www.facebook.com/people/Canaril-Sherwood-Haddad/100014643251752
Site:https://canarilsherwood.business.site

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletImitando Os Animais

bulletMelô Da Aranha

bulletCavalo manco

bulletBoi de lágrimas

bulletBanzo

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletMoby dick

bulletProcurando nemo

bulletBirdman

bulletTubarao i

bulletFlipper (1996)


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bulletA princesa e o sapo

bulletOs segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bulletCachorro magro

bulletPequenos passaros

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos