Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Raças & Espécies > Cães > Spaniel bretao

Compartilhe em suas redes sociais:

Spaniel bretao

spanielbretao
Origem: frança
utilização: caça
aparência geral: é o menor dos cães de aponte o spaniel bretão é um bracóide de cauda curta ou sem cauda harmoniosamente construído sobre uma sólida ossatura, sem ser grosseiro o conjunto é compacto e atarracado, todavia, sem ser pesado, ficando suficientemente elegante é um cão vigoroso, de olhar vivo e expressão inteligente apresenta o aspecto de um pequeno "cob brevilíneo" , pleno de energia, que conservou na sua evolução o modelo brevilíneo desejado e fixado pelos reformadores da raça
comportamento e temperamento: adapta-se a qualquer meio social; expressão inteligente e atenta; equilibrado mentalmente cão de aponte polivalente, de qualquer caça e em qualquer terreno; precocemente apaixonado notável na busca, com seus movimentos e senso olfático explora grandes áreas; espontaneidade; seguro no aponte; fácil de ser treinado
cor: branco e laranja, branco e preto, branco e marrom, salpicados com manchas irregulares
histórico: originário da frança, mais precisamente da bretanha central atualmente, é numericamente a primeira raça de aponte francesa provavelmente, um dos mais antigos cães do tipo spaniel, aperfeiçoado desde o começo do século xx por diversos cruzamentos e seleções
um projeto do padrão da raça elaborado em nantes, em 1907, foi apresentado e adotado por ocasião da primeira assembléia do clube, em loudéac (ex côtes du nord), em 07 de junho de 1908 foi o primeiro padrão do "clube do spaniel bretão de cauda natural"
proporções importantes:
o o crânio é mais longo do que o focinho, numa relação 3:2
o a cabeça proporcionada ao corpo
o a altura do peito ligeiramente inferior à metade da altura na cernelha
o o comprimento escápulo-isquial é igual à altura na cernelha (estrutura inscrita em um quadrado)
cabeça apresenta relevos bem cinzelados a pele é bem aderente
região cranian ligeiramente arredondada, vista de frente ou de perfil vistas de cima, as faces laterais são ligeiramente convexas as linhas crânio-faciais são paralelas a largura do crânio entre as arcadas zigomáticas é inferior ao seu comprimento as arcadas sobreciliares não são proeminentes, mas formam uma curva ligeiramente arredondada o sulco mediano assim como a crista sagital são pouco marcados o stop está em ligeiro declive o occipital e as arcadas zigomáticas são mediamente marcados
região facial
trufa larga, com narinas grandes, úmidas e bem abertas; de cor em harmonia com a pelagem, assim como as bordas das pálpebras e os orifícios naturais
focinho: retilíneo; as faces laterais são quase paralelas
lábios: finos, bem aderentes e esticados o lábio inferior discretamente escondido pelo superior, cujo contorno se encurva progressivamente até a comissura pouco aparente e bem fechada conjunto sem despigmentação
maxilares / dentes: dentição bem implantada, completa e saudável mordedura em tesoura
bochechas: pouco carregadas, pele bem aderente
olhos: ligeiramente oblíquos expressão inteligente, doce e franca; ligeiramente ovais, não globulosos; pálpebras finas, bem aplicadas e pigmentadas a cor da íris em harmonia com a pelagem, de preferência escura
a expressão dos olhos, associada ao movimento da base das orelhas para cima, concorre para a verdadeira "expressão bretã"
orelhas: inseridas altas, triangulares, bastante largas, de preferência curtas (esticadas para a frente, a extremidade da concha da orelha atinge o stop) parcialmente cobertas de pêlos ondulados, sobretudo na parte superior; a extremidade é coberta de pêlos rasos sempre muito móveis quando o cão está atento ou em ação
pescoço: de comprimento médio e bem musculoso, troncudo e ligeiramente arqueado, jamais arredondado bem solto dos ombros, sem pregas
corpo
linha superior: reta até o lombo e o começo da garupa
cernelh suficientemente móvel e pouco marcada
dorso: reto, curto e rígido, bem ligado ao lombo
lombo: curto, largo, musculoso
peito: descido até o nível da ponta do cotovelo; largo com costelas suficientemente arqueadas, sem serem cilíndricas esterno longo e pouco elevado para trás as últimas costelas são longas e flexíveis
ventre: ligeiramente elevado
flancos: pouco elevados e estendidos
cauda inserida alta, portada horizontalmente ou ligeiramente caída, quase sempre em movimento quando o cão está atento ou em ação o spaniel bretão pode nascer anuro (sem rabo) ou com rabo curto
membros
anteriores: bons aprumos, robustos e articulações flexíveis
ombros: móveis, longos (30% da altura na cernelha), bem ajustados com músculos espessos sua obliquidade é de um galopador, compreendida entre 55° e 60° sobre a horizontal os dois vértices das escápulas são próximos 5 cm um do outro
braços: longos, espessos, com músculos salientes seus comprimentos são ligeiramente superiores aos dos ombros o ângulo escápulo-umeral é de 115° a 120°
antebraços: musculosos e nervosos seu comprimento é ligeiramente superior ao do braço sua direção deverá ser próxima da vertical
metacarpos: robustos, com uma certa flexibilidade; ligeiramente oblíquos (entre 10° e 15° sobre a vertical)
patas anteriores: de preferência redondas, com dedos fechados, almofadas firmes e unhas curtas
posteriores: vistos por trás, aprumos bem paralelos
coxas: largas, com músculos espessos e salientes sua obliquidade em relação à horizontal é de 70° a 75°
pernas: de comprimento ligeiramente superior ao das coxas, com músculos secos e salientes largas, na sua parte superior, diminuindo progressivamente para a articulação do tarso o ângulo fêmuro-tibial aproxima-se de 130°
jarretes: secos, com tendões aparentes
metatarsos: robustos, vistos de perfil; sua direção é muito próxima da vertical
patas posteriores: mais compridas do que as anteriores, conservando as mesmas características
movimentação: as diferentes andaduras são fáceis, mas possantes, regulares e vivas os membros se deslocam bem em linha, sem oscilações verticais exageradas do corpo e sem balançar; a linha do dorso permanece firme o galope é a principal movimentação sobre o terreno; as passadas são rápidas e de amplitude média; os posteriores não são jogados para trás
pele: fina, aderente e bem pigmentada
pelagem: o pêlo deve ser fino, sem ser sedoso, plano ou ligeiramente ondulado sobre o corpo jamais frisado raso sobre a cabeça e na parte anterior dos membros os posteriores são providos de um pêlo abundante com franjas que diminuem progressivamente de comprimento até o carpo, o tarso e mesmo abaixo
cor: branco e laranja, branco e preto, branco e marrom, salpicados com manchas irregulares pelagem malhada ou não, algumas vezes mosqueado sobre o focinho, lábios e membros igualmente manchas fogo (fulvo do laranja ao escuro) no focinho, sobre os lábios, acima dos olhos, nos membros, no peito e acima da inserção da cauda nos tricolores a listra estreita da cabeça é desejada em todas as cores a pelagem unicolor não é admitida
tamanho
machos:
mínimo de 48cm - com uma tolerância de menos 1cm
máximo de 51cm - com uma tolerância de mais 1cm
fêmeas:
mínimo de 47cm - com uma tolerância de menos 1cm
máximo de 50cm - com uma tolerância de mais 1cm

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletNão abra essa caixa com cobras confraria da costa

bulletCachorro amigo lourenço e lourival

bulletA balada do cachorro louco lenine

bulletVida de cachorro os mutantes

bulletSentimental eu fico



Dicas Veterinárias:

bulletAnestesiologia veterinária em pequenos animais

bullet6 dicas de como montar um pet shop de sucesso

bulletDisfunção cognitiva

bulletComo escolher um veterinário qualificado para cuidar da saúde do seu animalzinho?

bulletMudando de casa com seu gato



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Paola Christina Ferreira Carneiro Médica Veterinária CRMVSP 8145 Dermatologia e Terapeuta Floral MASTERVET Clínica Veterinária Av. Ângelo Sim?es,1135, Jd. Leonor , Campinas , SP Fone: (19) 32345363 ou 33843323 >

bullet Juliane Seixas Juliane Seixas Website.: www.facebook.com/veterinariadrajulianeseixas Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR. Atua como plantonista na área clínica e cirurgica de animais de companhia CRMV: 11430 / PR Con>

bullet Flávia Raucci Facchinihttp://www.infohorse.com.br/2018/05/07/a criacao de cavalos paixao e zelo/>

bullet marcelo f franco
médico veterinário
crmv-sp
clínica veterinária taquaral
av bar?o de itapura 2968- campinas/sp
fone: (19) 32553899
www.vettaquaral.com.br>

bullet M.V Helena Monkevic Casarin 19 993353793 Clinica Juliu´s 32134539>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletLoup - uma amizade para sempre

bulletA verdadeira história do gato de botas (la véritable histoire du chat botté / the true story of puss n boots)

bulletVinte mil léguas submarinas

bulletSempre ao seu lado

bulletO cavalo de ferro (the iron horse)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletO gato de botas

bulletMarley e eu

bulletCrianca, cachorro que fala!

bulletLivro dos passaros magicos, o

bulletNosso planeta verde - 100 ótimas propostas para trabalhar na educação infantil

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos